Dinheiro esquecido nos bancos: 102.701 milhões de usuários consultaram site do BC

Do total de consultas feitas, 21,886 milhões de pessoas e 251,243 mil empresas têm dinheiro a receber. BC estima em 28 milhões o total de CPFs e CNPJs com direito a resgate nessa primeira fase

Até a noite desta segunda-feira (21), 102,701 milhões de pessoas físicas e jurídicas acessaram a nova plataforma do Banco Central (BC), Sistema de Valores a Receber (SVR) para saber se têm dinheiro esquecido nos bancos. Do total, 100,151 milhões de buscas foram feitas por CPFs e 2.550 milhões por CNPJs.

Têm saldo a receber e devem voltar ao site para saber o valor e pedir o resgate a partir do dia 7 de março, 21,886 milhões de pessoas e 251,243 mil empresas, segundo o BC.

De acordo com o BC, serão liberados cerca de R$ 8 bilhões esquecidos nos bancos – 3,9 bilhões devem ser liberados na primeira etapa para mais de 28 milhões de cidadãos e empresas. Isso significa que até esta segunda 7.886 milhões de usuários ainda não haviam consultado o SVR e correm risco de perder os recusos. De acordo com entrevista do advogado Caio Pires ao  Conjur, quem não resgatar 60 dias o Banco Central (BC) divulgar a liberação, pode perder o dinheiro.

Quando começa a transferência do dinheiro

A partir de 7 de março, as pessoas com dinheiro a receber devem voltar ao SVR para saber o valor a receber e pedir o resgate. O BC elaborou um calendário de acordo com a data de aniversário ou de criação da empresa. Confira:

REPRODUÇÃOReproduçãoSobre o pedido de transferência

Quem tiver valores a receber do Banco Central poderá pedir a transferência de qualquer quantia liberada, sem pagamento de tarifas para ter o dinheiro.

As instituições financeiras terão um prazo de 12 dias úteis para depositar nas contas correntes dos brasileiros que têm dinheiro esquecido nos bancos e pedirem o resgate via PIX. Basta o usuário informar a chave PIX quando fizer a solicitação.

Já no caso de pedidos de resgate do dinheiro por meio de DOC (Documento de Crédito) ou TED (Transferência Eletrônica Disponível, o prazo deve ser negociado entre o banco e o beneficiário, segundo a instituição, já que cada instituição tem prazo diferente para os serviços.

A Federação Brasileiros dos Bancos (Febraban) diz que as transferências feitas por DOC são limitadas a R$ 4.999,99 e são creditadas em um dia útil. O horário-limite para a operação é determinado por cada banco.

As solicitações de resgate por meio de TED não possuem limite de valor e caem na conta até o fim do dia, se for realizada até as 17h. Caso contrário, a transferência é agendada para o dia seguinte. O horário-limite pode variar, dependendo da instituição financeira.

Em maio tem segunda fase de liberação do dinheiro

O BC informa aos clientes que não identificaram recursos esquecidos nos bancos nessa primeira fase que haverá uma segunda fase de consultas, a partir do dia 2 de maio.

Os herdeiros, que têm direito ao dinheiro esquecido nos bancos pelos titulares das contas que morreram,  também precisam ficar atentos. Em breve, o BC vai divulgar os procedimentos para consulta de Valores a Receber por terceiros legalmente autorizados (procurador, tutor, curador, herdeiro, inventariante ou responsável por menor não emancipado), nos casos em que o proprietário dos recursos não puder obter login gov.br nível prata ou ouro”.

Mas quem tiver os números do CPF e data de nascimento no caso de pessoa física, e do CNPJ e data da abertura da empresa, pode acessar o site SVR para fazer a consulta.

Como consultar se você tem dinheiro esquecido

Para fazer a consulta e saber se você tem ou não dinheiro esquecido nos bancos, basta acessar o ‘valores a receber BCB’, clique aqui digite o número do seu CPF e sua data de nascimento. No caso de empresas, é preciso digitar o  CNPJ e a data de abertura.

Imediatamente surge uma mensagem dizendo se você tem ou não dinheiro a receber.

Confira o passo a passo:

1 – Acesse o site bcb.gov.br

2 – Informe seu CPF ou CNPJ

Se houver valores a receber, o sistema informará uma data para que você retorne ao site e solicite o dinheiro disponível, a partir de 7 de março

Fique atento à data e aos horários marcados

Após saber qual é a data agendada para receber, o cliente precisa conferir se foi para o período de 4h às 14h ou de 14h às 24h.

Isso é importante porque, se você esquecer ou perder a data e o período agendados, será necessário fazer a consulta novamente para confirmar a informação.

No caso de quem não voltar ao sistema no período definido, será preciso esperar a repescagem.

Quem tem dinheiro a receber precisa atualizar ou abrir uma conta no portal gov.br, com nível de segurança ouro ou prata, que, segundo o BC, são os mais seguros. Só assim o cliente poderá consultar quando receberá e pedir a transferência.

Se tiver dinheiro esquecido nos bancos, verifique seu cadastro Gov.br

Se você ainda não tiver login Gov.br, faça seu cadastro gratuito no site ou pelo app Gov.br (Google Play App Store). Será exigido um cadastro nível prata ou ouro para solicitar os recursos. Não será possível acessar o sistema com login Registrato

Confira aqui como criar ou atualizar sua conta no gov.br

Depois, volte ao site (bcb.gov.br na data e período informados e use seu login Gov.br para acessar o  , consultar e solicitar o resgate do saldo existente;

Se você perder sua data e períodode resgate, venha aqui (bcb.gov.br) no sábado da repescagem das 4h às 24h, de acordo com o calendário acima.

Se você também perder seu sábado de repescagem, acesse novamente o site (bcb.gov.br) a partir de 28/03/2022 e use seu login Gov.br para acessar o sistema, consultar e solicitar o resgate do saldo existente.

Fonte: CUT

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER