Democracia, Saúde e Direitos são debatidos durante encontro estadual de empregados(as) da Caixa

Na última quinta-feira, 12 de maio, os empregados e empregados da Caixa no Rio Grande do Sul se encontraram pelo Zoom para debater as reivindicações que serão levadas ao 38º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef). As propostas se concentraram em três eixos, conforme informou a diretora de Políticas Sociais da Fenae, Rachel Weber, que presidiu o Encontro: Democracia (Empresas Públicas, Bancos Públicos e Defesa da Caixa 100% pública); Saúde (Saúde e Condições de Trabalho, Saúde Caixa e FUNCEF); e Direitos (Plano de Lutas, ACT, CCT, contratações).

A representante dos(as) trabalhadores(as) no Conselho de Administração da Caixa, Rita Serrano, fez a saudação inicial aos delegados do Encontro Estadual e lembrou que momentos como esse são importantes para pensar e organizar a Campanha Nacional dos(as) Bancários(as), que este ano enfrenta uma difícil conjuntura nacional.

A conselheira da Fundação dos Economiários Federais (Funcef) Maria Gaia pontuou algumas iniciativas que tramitam no Congresso Federal para mudanças nos fundos de pensão e o decreto federal que no final de 2019 autorizou as instituições previdenciárias a atualizarem normatizações, o que vem devastando a Previ.  a Gaia, a única saída para estancar os ataques do governo aos trabalhadores e trabalhadoras “é a derrota de Jair Bolsonaro nas eleições de outubro”.

Recém-eleito diretor de Benefícios da Funcef, Jair Pedro Ferreira reforçou o compromisso da Fundação de contribuir com o movimento sindical contra as ameaças aos fundos de pensão, como a retirada do patrocínio anunciada na resolução 53/2022 do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC). A resolução foi colocada para consulta pública na semana passada, pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) e ameaça não só a Funcef, mas também a Previ e fundos ligados aos demais bancos.

Após breves reflexões sobre os desafios do ano, tanto em relação à campanha salarial quanto em relação às eleições presidenciais, os delegados e as delegadas presentes no Encontro Estadual dos(as) Empregados(as) da Caixa, definiram 58 propostas para discussão nacional, entre elas o Acordo de teletrabalho com controle de jornada e não por tarefa/produção, mais contratações, restabelecimento da paridade no equacionamento da Funcef, pois os participantes não podem assumir responsabilidades maiores do que a Patrocinadora, defesa da Caixa 110% pública e não à venda das suas Subsidiárias.

Clique aqui para conhecer todas as resoluções do encontro.

Fonte: BancáriosRS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER