CUT-RS lança calendário 2018 com fotos dos deputados e senadores que votaram a favor da reforma trabalhista

A CUT-RS lançou um calendário de parede 2018 com as fotos, nomes e partidos dos deputados e senadores gaúchos que votaram a favor da Reforma Trabalhista (Lei 13.467/2017). O projeto, apresentado pelo presidente golpista Michel Temer (PMDB), foi aprovado por maioria na Câmara dos Deputados em 26 de abril e no Senado em 11 de julho e começou a valer em 11 de novembro último.

O material já está disponível para download na seção Publicações do site da CUT-RS, onde os sindicatos e as federações filiadas poderão baixar, colocar a sua logomarca e fazer a distribuição aos trabalhadores neste período de fim de ano.

Abaixo arquivo PDF do calendário para distribuir nas redes.

De acordo com o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo, trata-se de mais uma iniciativa para manter vivo na memória da classe trabalhadora quem foram os parlamentares que votaram a favor dessa reforma que retira direitos trabalhistas. “Não podemos nos esquecer, principalmente na hora da eleição em 2018, os deputados e senadores do Rio Grande do Sul que ficaram do lado dos interesses dos golpistas, rasgando a CLT e precarizando o mundo do trabalho”, destaca.

Não podemos nos esquecer”

A reforma da Previdência muda mais de 100 itens da CLT, desmontando direitos conquistados com muita luta ao longo da história. “As alterações foram feitas sob encomenda das grandes federações empresariais para aumentar os lucros das empresas, tentar enfraquecer as entidades sindicais e desmontar a Justiça do Trabalho, prejudicando os trabalhadores”, salienta Nespolo.

Não vamos nos esquecer também que esses deputados e senadores são os mesmos que votaram a favor de outras propostas nefastas do governo golpista, que tem menos de 3% de aprovação da sociedade, segundo as pesquisas, e só não foi afastado ainda porque em duas votações no plenário da Câmara obteve maioria através de um verdadeiro balcão de negócios, com compra de votos através da farta distribuição de recursos para emendas parlamentares”, denuncia o dirigente da CUT-RS.

A CUT-RS usará todas as oportunidades para lembrar a classe trabalhadora e a população quem são os ladrões de direitos, para que na próxima eleição eles sejam banidos do parlamento. “Temos que ter no Congresso representantes verdadeiramente comprometidos com os trabalhadores, com as demandas da sociedade e com um projeto para o desenvolvimento e crescimento do Brasil. Não podemos permitir que continuem lá pessoas que estão acabando com os direitos trabalhistas e com políticas sociais importantes para as camadas mais empobrecidas da povo brasileiro e vendendo as nossas riquezas, aumentando o desemprego, a miséria e a fome”, ressalta Nespolo.

Fonte: CUT-RS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER