Correspondente & Bancário no Festival de Cinema de Gramado VII

Sexta-feira, 14/08/2015

“La Salada”, drama argentino sobre imigração, pretende nos apresentar um apanhado de histórias sobre coreanos, bolivianos e chineses que, embora numerosos, não têm visibilidade na sociedade argentina. A premissa é boa, mas não sua realização. As histórias, inicialmente independentes, custam a se ligar; quando o fazem, é de um jeito truncado e afoito. Os personagens não são carismáticos – há um tendência a valorizar este tipo de personagem entre os filmes do Festival, mas estão em situações-problema. Nossa esperança é que os personagens banais em situações-limite nos mostrariam o seu melhor para superar os seus problemas. Como isso não ocorre, resta-nos a resignação à mediocridade.

O drama brasileiro “Um Homem Só” procura misturar gêneros: drama, romance, suspense, ficção científica, comédia. A mistura resulta fina porquê há uma forte linha narrativa que impede o filme de ser perder em soluções fáceis. Vladimir Brichta e Mariana Ximenes estão bem nos papéis principais, secundados por Ingrid Guimarães, Milhem Cortaz, Elaine Giardini e Otávio Müller. Embora o filme não empolgue, principalmente por não se assentar em gênero nenhum e, a partir daí concentrar as forças emocionais da trama, ele é assistido com prazer pelo público em geral, satisfeito em ver bons atores numa situação intrincada.

Até Amanha.

Paulo Casa Nova
Crítico de Cinema
Empregado da Caixa Econômica Federal

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER