Contraf-CUT participa do III Encontro da Aliança Latinoamericana em Defesa dos Bancos Públicos

Representantes da Contraf-CUT estão participando desde domingo e no dia de h oje, segunda-feuira, 27/06, na cidade de Buenos Aires, do III Encontro da Aliança Latinoamericana em Defesa dos Bancos Públicos. O principal objetivo da Aliança é organizar a luta em defesa dos bancos públicos e também criar um espaço de reflexão de elaboração de políticas públicas e desenvolvimento social, sobre o papel desempenhado pelos bancos públicos em seus países, de discutir e apresentar propostas para a ação desses bancos e um conjunto de reivindicações dos trabalhadores destes bancos, que lhes permitem estar organizados em nível regional na América Latina.
Instrumento de luta
Segundo o secretário de Relações Internacional da Contraf-CUT, Mário Raia, a aliança é um forte instrumento de luta frente ao processo de privatizações em diversos países da região. “Se é público, é para todos. A Aliança fortalece a organização sindical e a consequente mobilização dos trabalhadores”, enfatizou.
Painéis
Na manhã de domingo, 26, foram apresentados três painéis: Os bancos públicos como apoio do crescimento e desenvolvimento econômico na América Latina; Os bancos públicos e os Tratados de Livre Comércio (TLC) na América; e ainda a Defesa dos bancos públicos no Brasil após o golpe sobre a Democracia. Este último painel foi apresentado pela coordenadora do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas e dirigente da Contraf-CUT, Maria Rita Serrano.
Formulação de propostas
Desde o final da tarde de domingo e nesta segunda-feira, após a apresentação dos painéis, os dirigentes sindicais debatem os temas abordados com o objetivo de formular propostas no combate às forças conservadoras que se apresentam em toda a América Latina.
“Diante da conjuntura internacional, este é um momento de muita mobilização na defesa dos bancos públicos. Devemos combater fortemente a onda privatista que ameaça vários países”, ressaltou a presidenta Mundial de UNI Finanças, Rita Berlofa.
Campanha “Se é público, é para todos”
A Contraf-CUT irá propor uma moção em defesa dos bancos públicos brasileiros e sugerir a expansão da campanha ‘Se é Público, é Para Todos’ para toda a região.
A campanha foi lançada no dia 6 de junho, no palco da Fundição Progresso, no Rio de Janeiro, com a presença de lideranças de movimentos sociais e sindicais, inclusive do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva e do presidente da Contraf-CUT, Roberto von der Osten, que destacou a resistência dos trabalhadores e a construção de uma agenda comum entre os diversos ramos.
“Várias categorias que têm empresas e serviços públicos sob ameaça narram a sua luta, as suas defesas e a sua mobilização. Os trabalhadores unificam suas agendas na luta em defesa da empresa pública”, afirmou Von der Osten. “Vamos defender juntos o que é público, pois o que é público é de todos”, reforçou.
Fonte: Imprensa SindBancários com Contraf-CUT

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER