Congresso aprova aumento de imposto para bancos, até 2018

A comissão especial do Congresso que analisa a Medida Provisória (MP) 675 aprovou, nesta quarta-feira, 26/08, o aumento de 15% para 20% na alíquota de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) para os bancos. No entanto, para conseguir a aprovação – dentro do pacote de ajuste fiscal do Governo – a relatora da MP, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) teve que alterar a proposta original.

A vigência do imposto maior sobre o lucro das instituições financeiras passou a valer de 1º de setembro deste ano até 31 de dezembro de 2018. Pela redação original, a nova determinação não tinha prazo determinado para vigorar.

Medida justa

O aumento de carga tributária para os bancos, conforme o presidente do SindBancários, Everton Gimenis, é uma medida absolutamente justa. “Os bancos brasileiros são os mais rentáveis em todo o mundo”, diz o líder sindical. “Por isso mesmo, a choradeira tradicional dos banqueiros não tem consistência. É justo que eles paguem melhores salários, ofereçam condições adequadas de trabalho e segurança aos bancários e paguem impostos correspondentes à sua lucratividade”, completa Gimenis.

Lucratividade

Estudo recente do Banco Internacional de Compensações (BIS), sediado na Basileia, Suíça, que reúne 55 bancos centrais do mundo inteiro, mostra que as instituições financeiras brasileiras são as mais lucrativas do planeta há pelo menos 13 anos, quando começou a ser medida a série.

(Confira no link abaixo)

http://migre.me/rkrq7

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER