Comissão de Organização dos Empregados do Itaú define estratégias para próxima mesa de negociação

A Comissão de Organização dos Empregados do Itaú se reuniu, nesta quarta-feira, 22/11, na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em São Paulo, para discutir os pontos abordados na reunião com o Itaú, no dia anterior, 21. Dentre eles, as cláusulas 62 e 65, emprego e a aquisição do Citibank pelo banco. Para o coordenador da COE do Itaú, Jair Alves, “a reunião foi importante pois debatemos sobre a realocação dos empregados e sobre a implementação da mesa de negociação com o banco, que sempre funcionou muito bem, principalmente, na fusão do Itaú e Unibanco em 2009”.

A ideia é debater e aprofundar os temas de interesse do trabalhador na mesa de negociação, quinzenalmente, para que o banco possa passar os relatórios sobre quantidade de funcionários, programa e número de realocados.

Levantamento nos sindicatos e federações

A COE decidiu que irá solicitar às federações e sindicatos o levantamento em suas bases sobre o Itaú e o Citibank. Sobre a cláusula 65, a COE espera o retorno do banco sobre as propostas (entregues na reunião com o banco) no próximo encontro com o GT de saúde, que será realizada no dia 30/ de novembro.

“Discutir esses pontos em todas as mesas é de extrema importância para que possamos estar atentos nas mudanças dentro do banco, principalmente, após a reforma trabalhista”, afirmou Jair Alves.

Jornal em dezembro

A Comissão de Organização dos Empregados também decidiu veicular um jornal no mês de dezembro sobre as reformas trabalhista e da Previdência e também sobre as cláusulas.

Fonte: Contraf-CUT

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER