Colegas do Santander aprovam em assembleia acordo coletivo, regime da PPR e Termo de Compromisso com Banesprev e Cabesp

Colegas do Santander aprovaram em assembleia unânime da noite da terça-feira, 29/11, não auditória da Casa dos Bancários, três pautas que garantem conquistas decorrentes da greve de 31 dias e da luta dos bancários vinculados ao Banesprev e a Cabesp. Com a aprovação pela assembleia, ao Acordo de Trabalho Coletivo Especifico do Santander passa a ter validade até 31 de agosto de 2018. Também foi aprovado o Programa de Participação nos Resultados do Santander (PPRS).

PPRS

O Programa de Participação nos Resultados do Santander (PPRS) terá reajuste de 9,13% em 2016, que equivale a R$ 2.200. Em 2017, o programa terá a correção da inflação (INPC) mais 1% de aumento real. O acordo garante que todos os bancários do Santander receberão R$ 2.200 de PPRS referente ao ano de 2016 (o crédito é em março de 2017). Já os trabalhadores que são elegíveis à remuneração variável (o que ganham pelo cumprimento de metas acordadas com o banco) receberão o valor que for maior. Por exemplo, se pelos programas próprios de remuneração variável ele receberia R$ 1.500 em 2016, passa a receber os R$ 2.200 do PPRS. Mas se sua remuneração variável corresponde a R$ 5 mil, receberá os R$ 5 mil.

Férias

Em nova cláusula, o aditivo garante aos trabalhadores do Santander o parcelamento, em até três vezes, do adiantamento das férias, caso façam essa opção. Essa conquista evita que o bancário receba o holerite zerado no mês seguinte às suas férias.

Bolsas de estudo

Os trabalhadores conquistaram a correção das bolsas de graduação e pós pelo índice da Fenaban: 8% em 2017 e, em 2018, INPC mais 1% de aumento real. O programa de bolsas de estudo do Santander tem um total de 2.500 bolsas, sendo 2 mil para graduação e 500 para pós. As bolsas são concedidas mediante critérios sociais como maior tempo de casa, menor salário e maior número de dependentes.

Assinatura do acordo

O acordo será assinado na quinta-feira, 1º/12, na Torre, matriz do banco, em São Paulo. Assim como a CCT da categoria, assinada com a Fenaban (federação dos bancos) após a Campanha 2016, o aditivo do Santander terá validade de dois anos. Sua validade vai de 1° de setembro de 2016 a 31 de outubro de 2017.

O que foi aprrovado?

> Cláusulas gerais do Acordo Coletivo de Trabalho Específico com vigência de 1º/9/2016 a 31/8/2018.

> Programa próprio do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS).

> Termo de Compromisso Banesprev 2016/2018 e Cabesp 2016/2018

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER