Colega do Bradesco recebe valor por ação de 13º salário

A partir da sexta-feira, 15/1, Sindicato passa a pagar ação coletiva por diferenças de 13º salários para colegas do Bradesco. Veja se seu nome está na lista e acesse o portal do Sindicato para receber o seu valor direto na conta corrente

A Diretoria Jurídica do Sindicato informa que a partir da sexta-feira, 15/1, estará disponível no seu Portal do Associado a autorização para depósito em conta para os substituídos que tiveram reconhecidos valores incontroversos pelo Bradesco decorrentes do processo nº 0129400-86.2009.5.04.0011 (que está em Execução Provisória através do processo nº 0020389-39.2020.5.04.0011).

O processo coletivo nº 0129400-86.2009.5.04.0011 postulou a integração da Gratificação Semestral no 13º salário do período de 2004/2009 para um grupo de bancários do Bradesco associados ao Sindicato na época do ajuizamento da ação em 2009 (Veja se o seu nome está na lista abaixo).

Clique aqui e veja se o seu nome está na lista dos que vão receber valor de ação coletiva de integração da gratificação semestral ao 13º salário

Nas listas, constam nomes de 222 beneficiados com valores incontroversos.

Este processo é uma complementação de valores já pagos para os substituídos anteriormente, incluindo parcelas da integração da gratificação semestral no 13º salário de 2014 e 2015. A integração até 2013 já tinha sido paga.

O que estamos executando agora e pagando é a integração do ano de 2014 e 2015. E estamos liberando valores incontroversos apontados pelo Banco. Se o bancário já tinha sido demitido ou não estava trabalhando nesta época de 2014 e 2015, não estará recebendo os valores deste período, evidentemente.

Além disso é importante destacar que algumas pessoas estão incluidas em outro processo, mais antigo, e já receberam tais parcelas no processo ajuizado em 2004.

Importante observar, ainda, que os valores liberados são aqueles indicados pelo próprio banco como devidos e que resta pendente de discussão os valores controvertidos, sendo que a principal diferença dos valores dos cálculos é o critério de correção monetária.

O banco defende a utilização da TR como índice de correção monetária, enquanto o Sindicato requer seja observado o IPCA-e a partir de março de 2015.

Tal impasse determina o prosseguimento da lide que está no Tribunal Superior do Trabalho (TST), que julgará a inconformidade do Banco com relação aos cálculos homologados.

O presidente do SindBancários, Luciano Fetzner, reitera que “ações coletivas como essa provam que a união dos trabalhadores e trabalhadoras vale a pena. Seja na luta por direitos de uma campanha salarial, seja no cotidiano do combate aos assédios e ao adoecimento, seja provando e revertendo os abusos das instituições financeiras via judiciário, é através de um Sindicato forte e representativo que nossa categoria seguirá firme.”

E o Assessor Jurídico do Sindicato, o advogado Antônio Vicente Martins, avalia que “além de buscar o ressarcimento dos danos para os bancários, as ações coletivas também têm o objetivo pedagógico para que os bancos deixem de repetir a conduta danosa.”

Ainda, o Diretor Financeiro do Sindicato, Tiago Vasconcellos, informa que “com o início da pandemia aceleramos o projeto de aperfeiçoamento dos pagamentos das ações coletivas. O uso da tecnologia trouxe mais comodidade e eliminou a necessidade do comparecimento ao Sindicato, impedindo aglomerações e os riscos à saúde de todos(as). Com as mudanças, reduzimos o prazo para o início dos pagamentos, pois eliminamos o tempo de espera necessário para confecção, assinatura, conferência e compensação de cheques.”

Assim, em razão da pandemia de coronavírus, a sistemática de pagamentos de ações coletivas seguirá o modelo “a distância”. Os pagamentos serão efetuados via autorização para depósito em conta que está disponível para preenchimento no Portal do Associado.

O associado pode acessar o Portal através do site do SindBancários (www.sindbancarios.org.br) na aba serviços. Após o preenchimento e envio da Autorização o prazo máximo de pagamento será de 05 dias úteis.

O Sindicato disponibilizará no Portal do Associados o recibo e o comprovante de depósito para que o bancário tenha acesso e possa fazer sua declaração de imposto de renda.

Em caso de dúvida, você pode entrar em contato com o Dr. Ricardo Pretto, integrante da nossa assessoria jurídica, do escritório AVM Advogados, através do telefone 51-30614880. Ou com o Sindicato pelo (51) 3433-1200.

Como recebo o meu valor?

Antes de qualquer coisa, veja se o seu nome está na lista mais acima.

O associado pode acessar o Portal do Associado através do site do SindBancários (www.sindbancarios.org.br) na aba serviços.

Ou pode acessar o Portal do Associado clicando nesta linha. https://www.sindbancarios.org.br/portal/

Após o preenchimento e envio da autorização, o crédito em conta deve ocorrer em até 5 (cinco) dias úteis.

Tire suas dúvidas de recebimento do valor

Em caso de dúvida sobre a operação para o recebimento do valor em sua conta indicada, você pode entrar em contato com o SindBancários pelo (51) 3433-1200.

Atenção!

O Sindicato não fornece informação sobre valores por telefone para os beneficiados com o nome nas listas.

Como acesso o Portal do Associado Digite https://www.sindbancarios.org.br/portal/ ou clique em cima do endereço

Saiba como fazer para receber seu valor direto na sua conta

1) Clique aqui veja se o seu nome está na lista.

2) Clique aqui e entre no portal do associado pelo site do sindicato

https://www.sindbancarios.org.br/portal/

Ou vá pelo portal oficial do Sindicato (www.sindbancarios.org.br)

O caminho é.

Clique na aba “Serviços” na barra superior da página de entrada.  >>>> Na lista de tarefas, clique no penúltimo item “Portal do Associado”. Ou clique aqui e vá direto ao portal.

https://www.sindbancarios.org.br/portal/

3) No portal digite seu CPF e data de nascimento.

4) O próximo passo é digitar o número da conta bancária em que você quer receber o valor da ação.

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER