Categoria Master abre rodada do Fut7

Taça SindBancários de Futebol Sete será retomada no sábado, 19/10, com estreia dos bancários master e depois do feriado de Dia das Crianças

No sábado, 19/10, entram em quadra os boleiros bancários da categoria master na disputa pela Taça SindBancários de Futebol Sete 2019. O diretor do Departamento de Esporte, Cultura e Lazer do Sindicato, Gerson Reis, o organizador da competição, confirmou a participação de quatro equipes desta categoria na disputa pelo título neste ano.

Veja as imagens da terceira rodada.

Na terceira rodada, realizada no dia 5/10, o Bradesco Gravataí superou a Digi+ por 2 a 0. A equipe do Metropol venceu o Itaú ZN por 3 a 0 e, fechando a rodada, o Bradesco FC não tomou conhecimento e goleou o União FC pelo placar de 8 a 0. Os jogos da Taça SindBancários acontecem sempre a partir das 9h, no Centro Esportivo Rodrigo Mendes, Rua Ary Tarragô, 2.510, Alto Petrópolis, Zona Norte de Porto Alegre.

No próximo sábado, 12/10, não haverá rodada. Trata-se de feriado nacional. Além do Dia da criança é o Dia de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil.

Próxima rodada

Sábado, 19 de outubro

9h30: Master x Master

10h30: Master x Master

11h30: Bradesco FC x Metropol

12h30: Itaú SA x Itaú 2.0

13h30: Santander x União FC

Resultados da terceira rodada

Bradesco Gravataí 2×0 Digi+

Metropol 3×0 Itaú ZN

Bradesco FC 8×0 União FC

Arbitragem

Fábio Nunes, Claudio Fontoura e Rafael Nunes.

Personagens da rodada

Na foto, o craque mineiro Rodrigo Mendes, com passagens pelo Flamengo, Novo Hamburgo e Grêmio, entre outros clubes brasileiros e do exterior, ao lado do boleiro bancário Diego Greiner D’Ávila, do Bradesco Gravataí.

Após pendurar as chuteiras, Rodrigo resolveu erguer o maior centro esportivo na Zona Norte. “Aqui é a sede oficial das Copas nas séries Especial, Prata e Bronze da Federação Gaúcha de Futebol 7. A grama sintética é certificada pela FIFA. O uso do container na construção atende demandas de novas práticas construtivas de não agressão ao meio ambiente e de sustentabilidade”, detalhou o ex-jogador do Grêmio que fixou residência na Capital por influência dos filhos.

Ao lado do artilheiro da Libertadores de 2002, Diego era só alegria. “O que temos em comum é a sede de balançar as redes e buscar a bola onde ela estiver”, tabelou as palavras o goleador do Bradesco. No fundo, um gaiato na galera soprou a corneta: “Tá valendo tudo, pão de queijo e churrasco na luta pelo campeonato”.

Equipe de apoio

Jaime de Oliveira e Carlos Anderson Cachoeira, no suporte e segurança da competição.

Cobertura: Moah Sousa, assessoria do Depto de Cultura, Esporte e Lazer

Fotos: Jackson Zanini

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER