Câmara pode votar MP da carteira verde e amarela nesta semana

Sindicato de Bancários de Brasília alerta para tentativa de aprovação de MP antitrabalhadores, a famigerada MP 905, no meio da pandemia de coronavírus

Aproveitando a instabilidade provocada pela crise da Covid-19, a Câmara dos Deputados prepara-se para votar nesta semana quatro medidas provisórias – inclusive a MP 905/19, que institui a chamada carteira de trabalho verde e amarela, que retira mais direitos dos trabalhadores. Em entrevista coletiva na Câmara dos Deputados, o presidente da Casa, Rodrigo Maia, disse na sexta-feira, 03/04, haverá uma programação para votar as medidas provisórias, tanto as que tratam da crise gerada pelo coronavírus, quanto as que “não são da crise, mas ajudam, como a MP 905”.

O deputado do DEM-RJ disse que, apesar das divergências, “a medida pode ajudar no enfrentamento dos problemas causados pela Covid-19”.

Retrocesso

A MP é um verdadeiro retrocesso para os bancários. O texto original da medida provisória permitia a abertura dos bancos aos sábados e o aumento da jornada dos bancários de 6 para 8 horas. O relator alterou o texto para permitir o trabalho nos bancos aos sábados, aos domingos e aos feriados em “casos específicos”.

 

Fonte: Imprensa do SindBancários de Brasília

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER