Boleiros do Bradesco são os campeões Master da Copa SindBancários de Futebol 7

Bradesquianos venceram os banrisulenses por 5 a 4, em final realizada no último sábado (2/9)

No último sábado (2), os bradesquianos venceram os banrisulenses por 5 a 4, na categoria Master, conquistando o caneco e as medalhas da Copa SindBancários de Futebol 7, em homenagem aos 90 anos do Sindicato.

As intensidades, garras, táticas e jogo coletivo, a disputa pela bola palmo a palmo no tapete verde, indicou que a vitória poderia ser da equipe A ou B. O resultado final se deu por detalhes e, por causa deles, a equipe do Bradesco botou a medalha de campeão no pescoço. Não é a visão do redator, mas o resumo da ópera de jogadores dos dois fardamentos, torcedores e dos amantes do futebol, que assistiram tudo “sem compromissos”.

Quando o árbitro Paulo Filho apitou autorizando o início do primeiro tempo, nem precisava ser chef de cozinha ou assador de picanha pra sentir que a chapa estava quente. Os jogadores do Banrisul trocavam a bola rápido, alternando passes curtos com cruzamentos pelo alto na boca do gol adversário. Vez e outra e quase sempre, um zagueiro disparava, pelo meio ou laterais, chutava em gol, dava um toque curto pro atacante ou era contido por faltas. 

Já a equipe do Bradesco adotou a tática de esperar as ações do adversário. Nesta linha, fixou dois zagueiros na defesa, dois laterais marcadores com liberdade de subir nos ataques e dois jogadores habilidosos no meio do campo. No confronto do primeiro tempo, o Bradesco venceu com dois gols marcados pelo Fernando, contra um do Banrisul, assinalado por Evaristo.

Depois de muita água e roda gigante com os técnicos, a bola rolou para os minutos finais da decisão. Na canja, a chapa fervendo. Na plateia, as incertezas. Ninguém abria a corneta. De tempos em tempos se ouvia, dentro ou fora, os tradicionais “PQP, assim não dá, chuta, chuta no gol”, e o clássico “ô professor, não foi nada, foi na bola” nos ouvidos do técnico atento ao corpo estendido no tapete verde. No jogo real, a intensidade foi turbinada. Aos dois minutos, Rodrigo Tavares empata a partida. Aos seis, Alexandre vira o placar em 3 a 2 para o Banrisul. 

Tempo, água e orientação técnica. Aos oito minutos, Fernando, o goleador do Bradesco, marca e empata. Correria em campo, gritaria na plateia envolvida pela disputa. Onze minutos de bola rolando e Gilberto recupera a vantagem para o Banrisul. Um minuto depois, Fernando marca e empata o jogo em chamas. O drama sai de cena aos 35 segundos do final do espetáculo. Fernando, em disparada pela lateral esquerda, acerta uma patada na pelota e assinala o gol da vitória, 5 para o Bradesco e 4 para o Banrisul. Com a bola ainda morrendo nas redes, o goleador da Copa SindBancários corre em direção aos braços dos companheiros e orquestra a cantoria: “é campeão, é campeão, é campeão”!

Concentração

Numa brecha, entre conversas com os colegas após o jogo, o boleiro Alexandre do Banrisul destacou que “foi uma grande partida, todos jogando com garra e respeitando o adversário”. Perguntado se o resultado havia sido justo, o banrisulense disse que sim e agregou: “entramos em quadra pra vencer e conquistar o título. Jogo pegado, disputado e com muita marcação. Perdemos segundos de concentração e bastou. Quero dizer, o título escapou de nossas mãos por pequenos detalhes”. “Então, a vitória do time do Bradesco foi justa?”, questionou o entrevistador. “Sim, jogaram sério e nos respeitaram. Eles ganharam nos detalhes e merecem nossos parabéns pelo título”, acentuou o boleiro.

Craque

O goleador da decisão e artilheiro da Copa, o bradesquiano Fernando, era um sorriso só nas conversas com os colegas e torcedores. Não era pra menos, num lance de craque, conquistou o caneco, a medalha de campeão e o troféu de goleador da competição. 

“Pelo visto, vai precisar de ajuda pra levar tanta premiação”, provocou a reportagem. O jogador ampliou o sorriso em meio aos barulhos das comemorações. “Não. Todo mundo ajudou nestas conquistas. Nos juntamos, falamos muito e no jogo fizemos o combinado. Concentração total”, revelou. Indagado sobre os quatro gols que assinalou, Fernando argumentou que “não se faz nada sozinho. No futebol e na vida. Nossas conquistas são coletivas. Por isso, o time jogou unido e venceu unido”.

“E o jogo, como foi pra você?”, perguntou o entrevistador. “Disputado, os caras jogaram muita bola. Não deram botinada. Respeitaram as regras do jogo e estão de parabéns por tudo que fizeram dentro da canja”, assegurou o goleador. Antes de encerrar a conversa, o campeão puxou uma conhecida pessoa do mundo esportivo e triplicou o sorriso: “este aqui é o Zé Careca, o nosso técnico. Ele é show de bola. Ele é top”. Desnecessário dizer que as palavras do craque fizeram tremer o 4º Distrito.

Premiação

Durante a entrega dos troféus e medalhas, o diretor de Comunicação do SindBancários, Gilnei Nunes, informou que o diretor dos Esportes, Gerson Reis, mais conhecido como Gordo, não estava presente por motivo de doença. Depois, com alegria, parabenizou os vencedores, agradeceu à participação dos bancários e a presença de todos. Ao entregar a taça de vice-campeão para os colegas do Banrisul, o ex-presidente Everton Gimenis destacou que foi “mais uma grande competição do SindBancários. Em um jogo digno de uma grande final, o Bradesco Master venceu o Banrisul e sagrou-se campeão. Mas os campeões somos todos nós, bancários dos esportes, do coleguismo e das lutas”. O  presidente do Sindicato, Luciano Fetzner, entregou a taça de campeão para os atletas do Bradesco. “Foi mais uma bela partida entre os colegas de banco privado e banco público. Estamos e seguimos juntos. Vamos ampliar nossas ações esportivas, trazer mais bancários e bancárias para este mundo da diversão. Podem ter a certeza de que no ano que vem tem mais, muito mais”, assegurou. 

Copa Master SindBancários de Futebol 7

Campeão: Bradesco

Vice: Banrisul

Goleadores

Fernando (Bradesco): 5 gols

Rodrigo (Banrisul): 5 gols

Goleiros menos vazados

Flávio (Bradesco): 9 gols

José Paulo (Banrisul): 9 gols

Jogadores da final

Campeão/Bradesco: Elias, Helton, Erinei, Felipe, Gerson, Rafael, Fernando, Jonatham, Daniel, Eduardo, Gabriel e Everton. 

Técnico: José Careca

Vice/Banrisul: José Paulo, Eduardo, Evaristo, Alexandre, Gilberto, Rodrigo, Angelo, Fernando, Romero, Ademir e Diego. 

Técnico: Fromir

Arbitragem: Paulo Filho e  Marco Olaima

Texto: Moah Sousa / Assessoria SindBancários

Fotos: Caio Venâncio / Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER

Luciano Fetzner Barcellos
(Banrisul)
PRESIDENTE

Tags

Filiado à Fetrafi/RS, Contraf/CUT e CUT
Rua General Câmara, 424-Centro / CEP:90010-230 /
Fone: 51-34331200

Porto Alegre / Rio Grande do Sul / Brasil

Categorias

Categorias

Categorias