BMG e Santander lideram ranking de queixas no BC

reclamacao

O BMG e o Santander lideraram o ranking de queixas contra bancos no segundo semestre de 2014. Os dados estão em levantamento divulgado nesta segunda-feira (2) pelo Banco Central (BC). A instituição, que já divulga mensalmente os bancos com maior número de reclamações, informou que apresentará também os dados semestrais consolidados.

Nos seis últimos meses do ano passado, o BMG teve 694 reclamações julgadas procedentes e índice de queixas de 305,41. Em segundo lugar entre os mais reclamados ficou o Santander, com 2.033 queixas e índice de 65,36.

O índice representa o número de reclamações da instituição financeira para cada 1 milhão de clientes. Para chegar a ele, as reclamações são divididas pelo número de clientes do banco e multiplicadas por 1 milhão. A posição da instituição financeira no ranking do BC dependerá do índice, mesmo que tenha sido alvo de mais reclamações em números absolutos.

O terceiro lugar em queixas, em outubro, ficou com o Banrisul, seguido pelo HSBC e a Caixa Econômica Federal. O primeiro teve 210 queixas e índice de 54,76. O HSBC, 534 queixas e índice de 52,54 e a CEF acumulou 3.581 queixas e índice de 48,59.

Sobre os principais motivos de reclamação, a liderança ficou com as irregularidades relativas à confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade, com 1.915 queixas procedentes. Em segundo lugar está o débito em conta de depósito não autorizado, que recebeu 1.806 reclamações.

A restrição à realização de portabilidade de operação de crédito ocupou o terceiro lugar, com 1.660 queixas. Por fim, a cobrança de tarifa por serviços não contratados e insatisfação com a resposta recebida de reclamação vieram em quarto e quinto lugar, respectivamente, com 838 e 679 reclamações. No total, houve 16.076 queixas procedentes no segundo semestre do ano passado.

Fonte: Agência Brasil

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER