Banrisulenses negociam com banco por nenhum direito a menos

Objetivo é a manutenção do acordo que vence no dia 31 e o avanço em temas como o Banco de Horas e mesas temáticas

Nesta semana, os banrisulenses passaram por mais uma rodada de negociação da minuta específica com o Banrisul. O objetivo é a renovação do acordo coletivo, que vence no dia 31 de agosto. Ou seja, garantir que todos os direitos conquistados permaneçam e avançar no que for possível dentro do atual contexto.

Na reunião desta quarta-feira, 12 de agosto, foram debatidas as premissas apresentadas na minuta sobre o Banco de Horas. O Comando Nacional dos Banrisulenses levantou, dentre outros pontos, preocupações com relação às condições para a compensação das horas e sobre intervalos intrajornadas.

O Negociador Chefe do Banrisul, Fernando Perez, informou que o banco apresentará uma proposta de texto, com cláusulas que visem contemplar essas preocupações, na próxima reunião, marcada para segunda-feira, dia 17.

No mesmo dia, o Banrisul deve apresentar, também, uma proposta de requalificação dos caixas que vierem a mudar de função. Nesta questão, o Comando dos Banrisulenses reivindicou que seja dado aos caixas a garantia de que poderão realizar a requalificação dentro de seis meses – período em que continuarão recebendo gratificação por quebra de caixa – ou que esse prazo seja estendido caso não consigam conclui-la. O banco deve fazer um levantamento sobre a quantidade de caixas movimentados durante o período de pandemia para uma análise caso a caso.

Outro importante avanço da negociação foi a aceitação, por parte dos negociadores do Banrisul, do fortalecimento das mesas de Saúde e Segurança e da instalação de mesas temáticas permanentes sobre Diversidade, Gênero e Home Office.

A instalação e o funcionamento das mesas serão definidos posteriormente, mas o banco reconheceu a importância de que essas questões ultrapassem o período de campanha salarial e de pandemia.

Balanço do Banrisul

Enquanto acontecia a reunião na manhã desta quarta-feira, o Banrisul apresentava o seu balanço do primeiro semestre de 2020 à imprensa. O lucro líquido alcançado pelo banco foi de R$ 377,3 milhões entre janeiro e junho deste ano, ou seja, 39,7% inferior ao lucro líquido ajustado do mesmo período de 2019, e 60,8% inferior quando comparado ao segundo trimestre de 2019. A queda acompanha o cenário do sistema financeiro nacional, se equiparando à situação de outros bancos, inclusive privados.

Fonte: Fetrafi-RS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER