Banrisulenses aprovam negociação na ação do divisor das horas extras

Reunião por vídeo conferência (webinário), sobre o processo do divisor de horas extras do Banrisul autorizou, por ampla maioria, negociação para acelerar processo

O SindBancários de Porto Alegre e Região realizou uma reunião aberta virtual com os empregados do Banrisul na sexta-feira, 14/8, que são favorecidos pela ação judicial que discute diferenças de horas extras pela aplicação de um divisor diferente do adotado pelo Banco em um determinado período.

Este processo foi ajuizado em dezembro 2012 e beneficia os(as) associados(as) do Sindicato na data do ajuizamento e que receberam horas extras no período entre dezembro de 2007 e dezembro de 2012.

A partir de dezembro de 2012, não mais foram deferidas as diferenças pela adoção de um divisor diferente do adotado pelo Banco. Houve uma mudança de orientação jurisprudencial que determinou esta limitação.

Estamos em fase de discussão dos critérios de elaboração de cálculos e de inclusão ou não de alguns substituídos.

A reunião aberta teve a participação de mais de 100 colegas bancários(as) e que trataram de examinar a possibilidade de construir um acordo com o banco que possa apressar a solução do processo, concedendo um pequeno desconto no crédito de cada um, mas garantindo a possibilidade de revisão dos próprios valores recebidos se tivermos alguma dúvida do valor que será pago.

No pico de colegas simultaneamente online, chegamos ter 93 banrisulenses conectados. A votação, ao final da reunião, foi de 78 votos a favor do prosseguimento das negociações com o banco e um contrário.

O presidente em exercício do Sindbancários, Luciano Fetzner explicou para os colegas, juntamente com os diretores Ana Guimaraens e Gilnei Nunes, a importância de estarmos conseguindo garantir a realização dessas reuniões durante a pandemia, através dos sistemas virtuais.

“Estamos nos adaptando a esta nova realidade e com isso garantindo democracia e transparência no encaminhamento de todas as decisões de interesse dos colegas”, afirmou Luciano.

O assessor jurídico do Sindicato, Dr. Antônio Vicente Martins, também respondeu a questionamentos apresentados quanto ao andamento do processo e informou que, se aprovadas as condições do acordo, o próximo passo seria passar esta posição para o Banco e, posteriormente, formalizar o acordo perante a Justiça do Trabalho.

A reunião acabou com a votação de aprovação das condições pela quase totalidade dos presentes na reunião (apenas um colega votou contra o encaminhamento do acordo).

Os colegas podem ver se estão na lista dos favorecidos pelo acordo no link

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER