Bancários(as) pedem um basta a demissões no Bradesco

Agências do banco privado que está demitindo em plena pandemia ficaram fechadas no centro de Porto Alegre em mais um Dia Nacional de Lutas contra as Demissões

Colegas com mais de 30 anos de serviços prestados ao Bradesco. Bancários(as) que não têm nenhuma reclamação em seus invejáveis currículos e até quem acaba de sair de um laboratório e ter confirmado estar doente de Coivid-19. Os perfis acima são de bancários(as) do Bradesco com as mais tristes histórias de demissão em plena pandemia de Covid-19.

Para protestar contra as demissões que o Bradesco disse que não ia fazer durante a pandemia, os(as) bancários(as) de Porto Alegre e Região voltaram ao protesto. Desta vez, agências bancárias desse banco privado que lucrou R$ 3,902 bilhões no terceiro trimestre de 2020, alta de 82,7% em relação ao trimestre anterior, ficaram fechadas na quinta-feira, 29/10.

O objetivo do Dia nacional de Lutas Contra as Demissões no Bradesco era chamar a atenção para o efeito que as demissões terão na vida dos bancários e na economia. “O banco assumiu compromisso nas mesas de negociação de não demitir durante a pandemia. Não tem motivo para demitir. E, como uma instituição saudável, deveria ajudar mais a recuperação da economia, mantendo uma massa de trabalhadores com poder de compra para poder gerar negócios”, disse o diretor do SindBancários e funcionário do Bradesco, Luis Gustavo Soares.

Assista ao vídeo do ato nacional contra as demissões do Bradesco

A ideia dos bancários é manter uma campanha permanente de denúncias, protestos e de mobilização para buscar um compromisso com a direção do Bradesco de parar imediatamente as demissões e negociar. A mobilização segue na rede social.

Nesta sexta-feira, os bancários estão convidados a participar de um tuitaço a partir das 11h. Vá para o seu twitter e poste sua indignação com a hashtag #QuemLucraNãoDemite.

Se você não é bancário, também participe. Os bancos lucram muito e têm um compromisso com o povo na pandemia: não demitir significa ajudar o país a sair da pandemia com a economia estável.

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER