Bancários(as) de Porto Alegre e região aprovam proposta da Fenaban

Funcionários(as) dos bancos públicos também votaram Sim para acordos específicos.

Mais de 4 mil bancários e bancárias de Porto Alegre e região apreciaram, nesta quinta, 1º/9, em Assembleia, a proposta da Fenaban para renovação da Convenção Coletiva. O Comando Nacional dos Bancários orientou a aprovação da proposta após garantir a manutenção de todos os direitos da categoria, além de reajustes nas cláusulas econômicas e conquistas importantes, como um acordo aditivo nacional de teletrabalho e cláusulas de combate ao assédio sexual.

Empregados do Banrisul, Banco do Brasil e Caixa também aprovaram os acordos específicos de cada banco.

RESULTADO FINAL SindBancários PoA

CCT Fenaban (4158 VOTANTES)
71,96% (2992 VOTOS) – SIM
27,34% (1137 VOTOS) – NÃO

BANRISUL (1738 VOTANTES)
76,29% (1326 VOTOS) – SIM
22,90% (398 VOTOS) – NÃO

CAIXA (990 VOTANTES)
68,79% (681 VOTOS) – SIM
30,81% (305 VOTOS) – NÃO

BANCO DO BRASIL (610 VOTANTES)
65,25% (398 VOTOS) – SIM
34,59% (211 VOTOS) – NÃO

O presidente do SindBancários, Luciano Fetzner, comentou a decisão da base explicando que, por unanimidade, o Comando Nacional, havia orientado aprovação das propostas dos bancos. Luciano lembrou que após 19 rodadas de negociação; “uma negociação complexa, longa e cansativa, os trabalhadores conseguiram arrancar dos bancos uma proposta decente que mantém o poder de compra da categoria para os próximos dois anos”.

Durante todo o processo, apontou Luciano, os banqueiros tentaram suprimir direitos históricos. “Tentaram mexer nas portas giratórias, nos programas de compensação próprios, na PLR, nos fazer trabalhar aos sábados. E ainda utilizaram a suspensão da ultratividade para nos pressionar”, contou. Mas, para Luciano, a mobilização da categoria nas ruas e nas redes ajudou a mudar o cenário da mesa e avançar em questões importantes, como um acordo nacional de teletrabalho e reajuste nas cláusulas econômicas, mesmo num cenário de absoluta crise política e econômica no país.

Com o desfecho da campanha, projeta o presidente que também é funcionário do Banrisul, “precisamos virar esse jogo!”. Luciano defende que a categoria faça a diferença também no processo eleitoral deste ano. “Estamos em um momento histórico muito difícil e desfavorável para os trabalhadores, no qual muitos direitos vêm sendo arrancados de nós.

Por isso mesmo, em outubro, precisamos virar esse jogo elegendo deputados, senadores, governadores e um presidente da República que dialogue com os interesses e as pautas dos trabalhadores”. Na avaliação de Luciano, um dos temas centrais dos debates eleitorais este ano, é a manutenção dos bancos públicos. “É muito importante que os colegas enxerguem que se mantivermos os atuais governos, aqui no RS e na presidência da República, o Banrisul, a Caixa e Banco do Brasil estão seriamente ameaçados”.

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER