Bancários paralisam Sureg do Banrisul como resposta à pressão do banco de boicote à GREVE

A falta de proposta nas três mesas de negociação realizadas com o Comando Nacional dos Banrisulenses. A proximidade da marca de um mês da data-base dos bancários em todo o país, que é 1º de setembro, e denúncias de que superintendentes do Banrisul estão pressionando colegas a irem na assembleia da quarta-feira, 30/9, boicotar o início da GREVE, levaram os bancários a dar uma resposta à altura. Na manhã desta sexta-feira, 25/9, a Superintendência Regional do Banrisul (SUREG) do Bairro Moinhos de Vento, ficou paralisada.

O SindBancários esclarece que os bancários têm uma Campanha Salarial Nacional, que as GREVES realizadas no Banrisul e em qualquer outro banco ocorrem por adesão espontânea e que não é admissível que o banco exerça coerção sobre os colegas, pressionando-os a votar contra a GREVE.

O Sindicato se pauta por uma conduta democrática e transparente com a categoria. As GREVES são instrumentos de luta e de conquistas de direitos. A ação desta sexta-feira, 25/9, na SUREG, foi uma resposta à pressão do banco e uma forma de o Sindicato preservar a autonomia da decisão dos colegas Banrisulenses.

Venha para a assembleia da próxima quarta-feira, 30/9, no Hotel Embaixador (Jerônimo Coelho, 354, Centro Histórico de Porto Alegre) debater a proposta apresentada e definir o seu futuro.

Quem decide o seu futuro é o bancário!

Assembleia geral extraordinária

Quarta-feira, 30/9 | 18h30|Hotel Embaixador (Jerônimo Coelho, 354, Centro Histórico de Porto Alegre).

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER