Bancários na pandemia: estamos em bandeira preta, e agora?

Decreto Estadual passa a valer em Porto Alegre e Região. Entenda o que muda e como denunciar o descumprimento das regras

Com o fim da cogestão com as prefeituras, a região Metropolitana de Porto Alegre entra em bandeira preta neste sábado, 27/2,  até o dia 7/3. Com isso, os bancos são obrigados a adotarem medidas mais rígidas contra o Covid-19. Diferente do modelo de cogestão, que vigorava até agora e permitia que os municípios adotassem restrições mais amenas, os bancos terão que fechar suas portas, atender com no máximo 50% do total de funcionários e somente por agendamento.

Na bandeira preta, os estabelecimentos são responsáveis por não promoverem aglomerações. Isso inclui as filas que se formam em frente e dentro das agências, obrigando o agendamento de atendimento. Também não é possível ter mais clientes dentro da unidade do que funcionários disponíveis para atendê-los.

“O governador Eduardo Leite e os prefeitos da Região Metropolitana, em geral, demoram muito para tomar ações mais drásticas contra a pandemia, esperaram até a situação ficar inviável, o que é lamentável. Inclusive, as regras deveriam ser mais rígidas nesse momento de esgotamento das UTIs. Nós estamos fiscalizando todos bancos da região e pedimos que os colegas denunciem qualquer irregularidade pros órgãos responsáveis e para o seu Sindicato”, pede o presidente do SindBancários, Luciano Fetzner.

Denuncie

Há diversas formas de realizar uma denuncia. Uma delas diretamente para Secretaria de Segurança Pública (SSP/RS), pelo 181 ou 156 (Porto Alegre). Você também pode realizar a reclamação para um diretor do SindBancários ou de forma anônima, pelo formulário disponível em bit.ly/bancariodenuncie

Fonte: Imprensa/SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER