Bancários intensificam a greve em seu 11º dia de paralisação e fecham mais de 12 mil agências em todo o país

Os bancários intensificaram a paralisação da categoria em seu 11º dia greve. A paralisação atingiu 12.727 agências e 52 centros administrativos em todo o pais, nesta sexta-feira, 16/9. Na área de abrangência do SindBancários, 292 agências ficaram fechadas. Em todo o RS, foram 959. A greve continua devido à intransigência dos banqueiros, que na última rodada de negociação, realizada quinta, 15/9, mantiveram a proposta rebaixada de 7% de reajuste nos salários, na PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche, e abono de R$ 3,3 mil.

O movimento vem crescendo mesmo com o aumento da repressão por parte dos bancos e continuará até que haja uma nova rodada de negociação e os banqueiros apresentem proposta que contemple as reivindicações dos bancários.

“Durante todo o dia, a nossa greve sofreu desrespeitosos ataques por todo o Brasil. Ameaças e pressões buscaram fazer com que os grevistas encerrassem seu protesto contra a ganância dos banqueiros. Não foram ações isoladas. Foi uma retaliação organizada pelos bancos pela recusa dos bancários e bancárias em aceitar resignadamente a redução dos seus salários. Foi mais uma ação antissindical infrutífera. Confundiram a sociedade, mas não nos derrotaram. Mais uma vez prevaleceu a vontade, a garra e a determinação de cada bancário e bancária. Nossa unidade nacional e mobilização. A greve aumentou”, salientou o presidente da Contraf-CUT e um dos coordenadores do Comando Nacional dos Bancários, Roberto von der Osten.

Fonte: Contraf-CUT

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER