Bancários fazem ato de protesto contra fechamento de agência do BB em Viamão

Dirigentes do SindBancários e da Fetrafi-RS, muitos deles funcionários do Banco do Brasil, realizaram um ato de protesto na manhã quinta-feira, 16/11 em frente a agência do banco em Santa Isabel, no município de Viamão. A unidade do BB está funcionando com apenas quatro funcionários, pois os demais bancários já foram alocados em outras agências. “Amanhã, sexta-feira, 17, deverá ser o último dia de funcionamento desta agência”, disse o diretor do Sindicato Luis Gustavo Soares, que esteve presente ao ato, junto com demais sindicalistas. Ele destacou que o fechamento prejudica os colegas que já tinham suas vidas adaptadas ao local e também a própria população e aos clientes, pois a agência do BB mais próxima dali está localizada a 20 km de distância.

A diretora do Sindicato, Bia Garbelini, lembra que um dos argumentos do banco para extinguir determinadas agências é o fato de terem sido assaltadas algumas vezes. “Mas o banco não pode pretender que a conta da falta de segurança pública seja paga pela população e pelos funcionários”, afirma a sindicalista. “O BB que tome suas providências, reforce a própria segurança e cobre das autoridades mais eficiência no combate a criminalidade”, diz Bia Garbelini.

Outubro Preto

Vale lembrar que no mês passado os funcionários do BB e as entidades da categoria promoveram o “Outubro Preto”, quando os trabalhadores vestiram roupas pretas às sextas-feiras. “São centenas de agências fechadas em todo o Brasil, com a extinção de milhares de postos de trabalho e este desmonte ainda não terminou. Mais agências poderão fechar, mais colegas poderão ser descomissionados. O Banco do Brasil está comprometendo a sua função pública”, denunciou o diretor sindical e também funcionário do banco Rogério Rodrigues.

A diretora da Fetrafi-RS e funcionária do BB, Luiza Bezerra, lembrou a importância de os colegas do BB mostrarem aos clientes e à população que o BB público é mais forte. “Os colegas e a população precisam se dar conta de que o fechamento de agências faz parte de um projeto que prevê o desmonte do Banco do Brasil, com redução do quadro de funcionários e prejuízo da função pública do BB. É preciso que os bancos públicos mais que nunca se fortaleçam e sejam balizadores do restante do mercado. Somos contra esse projeto e o fechamento de agências. Queremos um BB forte e a serviço dos brasileiros e brasileiras”, afirmou Luiza.

Participaram do ato também os sindicalistas Daniel Mendes, Luísa Bezerra, Bia Garbelini, Jairo Soares, Guaracy Gonçalves, Daniela Silva de Souza, Pedro Alves da Silva, Marcia Dresch de Oliveira e Gilnei Vestfal.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER