Bancária demitida pelo Santander é reintegrada

Sindicato foi ágil na ação de reverter demissão de colega que estava afastada por motivo de doença

O Santander tem mostrado que parece estar no Brasil apenas para explorar os bancários e obter lucro. E uma das práticas que tem utilizado e demonstra isso são as demissões. A mais recente foi de uma colega que estava afastada e com perícia marcada no INSS.

Mesmo assim, o banco espanhol entendeu que devia demiti-la sem nenhuma explicação. Mas a rápida ação do jurídico do Sindicato e a resposta rápida da Justiça do Trabalho reintegraram a colega demitida.

Não é a primeira vez. Aliás, o Santander usa como argumento para demitir a licença médica, adoecimentos ou os que retornam de benefício previdenciário. O número de atendimentos no Departamento de Saúde do Sindicato aumentou muito.

A política de desligamento e readequação das empresas, como o Santander, encontra limites. “Os colegas bancários têm mais uma prova de que devem contar com o Sindicato sempre. No caso da colega do Santander, dois departamentos importantes trabalharam para reverter essa situação, o Jurídico e o de Saúde”, afirma Geovana Freitas, diretora Jurídica do SindBancários.

A Justiça do Trabalho, no caso das colegas, foi ágil e observou adequadamente a necessidade da tutela de urgência”, avaliou o advogado e assessor jurídico do Sindicato, Denis Einloft, do escritório CCM Advogados.

.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER