Badesul: nova rodada de negociação neste dia 14

Será a segunda reunião do Sindicato e trabalhadores do banco com a direção do Badesul, na campanha salarial deste ano

A partir das 16h desta segunda-feira, 14/09, haverá nova reunião de negociação do SindBancários e comissão de funcionários do Badesul com a direção do banco, através de vídeoconferência pela ferramenta Zoom. O encontro dará sequência à reunião anterior, no último dia 08, quando representada pelo seu vice-presidente José Cláudio dos Santos, a instituição financeira apresentou sua posição sobre a pauta de reivindicações dos empregados. O Badesul apontou para a pandemia do Covid-19, e seus efeitos negativos nos resultados, como os motivos econômicos e financeiros que justificariam o não atendimento das reivindicações dos funcionários.

O banco trouxe para a mesa a proposta de que seja aplicada a CCT nacional da Fenaban em sua íntegra, mas que o acordo específico seja prorrogado até abril de 2021, quando seria então iniciada a discussão da pauta específica, já com o resultado da instituição em mãos. Além do vice-presidente, também participam da reunião as representantes do banco Melania Morel e Bruna Menezes.

Acordo com Fenaban

O SindBancários estará representado pelo presidente Luciano Fetzner Barcellos e a diretora Ana Lúcia Soares Guimaraens. Luciano considera estranho a recusa inicial do Badesul em abrir-se o debate sobre a pauta específica, pois problemas econômicos provocados pela pandemia de Covid-19 são comuns em todo o Brasil. “Devemos lembrar que há poucos dias a Fenaban fechou acordo sobre o Contrato Coletivo de Trabalho, apesar do problema sanitário que atravessamos”, destacou ele. “Vamos trabalhar por uma solução que não prejudique os trabalhadores do banco, em função de problemas que eles não provocaram e também são vítimas”, finalizou. Além dos dirigentes sindicais, também compõem a comissão de negociação os colegas José Luis da Silva Nunes, Manoela Garcez Nogueira da Rocha e Neiva Ferreira dos Santos.

Além das cláusulas econômicas
O Sindicato e a Comissão de Funcionários destacam que não existem apenas as cláusulas econômicas na mesa de discussão, mas também temas como teletrabalho, questões referentes ao plano de carreira, reposição de quadro funcional, entre outros. Sobre as cláusulas econômicas e demais itens firmados no acordo 2018-2020, os representantes dos trabalhadores sugeriram a assinatura de aditivo que garanta a ultratividade do acordo vigente, até que se encerrem as tratativas dessa negociação e um novo ACT seja estabelecido. Os sindicalistas também insistiram na importância de que seja estabelecido um calendário de discussão ponto a ponto da pauta de reivindicações, ficando o teto para conclusão desses trabalhos estabelecido de acordo com a sugestão inicial do banco: abril/21.

A direção do Badesul sinalizou com a possibilidade de retomada do debate paritário sobre plano de carreira e promoções. Já sobre o debate relativo ao teletrabalho e à proteção contra o COVID-19, não houve consenso. O banco afirma que medidas bastante efetivas já estão sendo tomadas nesse sentido, orientadas por assessorias técnicas e médicas de excelência. A comissão e o Sindicato reconhecem isso mas gostariam de clausular e acordar essas questões.

As ponderações apresentadas pelos trabalhadores nesta primeira reunião ficaram de ser encaminhadas à direção do Banco. Agora que o texto final da CCT Fenaban, assinada no dia 04 de setembro, também já está em poder da diretoria, o Sindicato acredita que há condições de avançar no debate e estabelecer um processo que contemple os interesses de ambas as partes dessa negociação.

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER