Badesul: Negociações avançam e continuam nesta semana

Banco aceitou renovar cláusulas do Acordo Específico. Ainda nesta semana, nova reunião debaterá restante da pauta, incluindo carreira (promoções e enquadramentos)

O SindBancários e os delegados sindicais do Badesul voltaram a se reunir com o banco de fomento nesta segunda, dia 14, que esteve representado pelo seu diretor vice-presidente, José Claudio Silva dos Santos. As negociações avançaram e tiveram algumas novidades em relação à última mesa. Uma nova rodada deve acontecer ainda nesta semana.
“Desde a última negociação, conseguimos avançar nos debates das clausulas específicas e encaminhar a renovação do acordo. Esta foi uma reunião produtiva, em que aprofundamos a discussão dos principais pontos reivindicados pelos funcionários do Badesul. Mas ainda há alguns temas que gostaríamos de um debate de forma mais ampla, como a questão das promoções e o teletrabalho”, analisa o presidente do SindBancários, Luciano Fetzner.
Na última negociação, o banco propôs seguir a Fenaban e renovar o ACT da forma que está, até abril de 2021. A reunião abriu com os funcionários pedindo a ultratividade do Acordo Coletivo de Trabalho (que o acordo tenha sua validade prorrogada enquanto houverem negociações). O Badesul optou então por abrir as negociações das cláusulas da ACT. Foi repassada, item por item, a pauta de reivindicação dos empregados.
Além de manter seu posicionamento de seguir a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da Fenaban nas cláusulas e reajustes, o banco se comprometeu a renovar os itens que já constam no Acordo Coletivo de Trabalho do Badesul. Houve algumas negativas às reivindicações dos funcionários, como quanto à PLR. O Badesul se comprometeu a ratificar o mesmo acordo de 2018/2020.
Outro ponto em que não houve avanços em mesa foi quanto ao pagamento do abono eventual de R$ 5 mil, porém houve o compromisso dessa proposta ser levada para avaliação do restante da diretoria. No caso do anuênio, a proposta do Badesul é de reajuste de 1,5%.
Mesmo com os avanços, houve entraves em pontos que são considerados fundamentais pelos representantes dos funcionários, como as promoções, teletrabalho e horário de atendimento.
Dentre estes temas, as promoções foi aquele em que o Badesul sinalizou aprofundar o diálogo. O banco quer deixar o tema para abril, porém a proposta dos representantes dos funcionários é criar uma Comissão Paritária, que se reuniria já nas próximas semanas. Em abril, já apresentaria a conclusão dos trabalhos. Também propuseram a criação de outras mesas temáticas para debater temas como o teletrabalho com mais profundidade.
“Estes temas são muito importantes para os funcionários. Acreditamos que não podemos deixar debates como o das promoções e enquadramentos parados até abril, e sim aproveitar este tempo, formar uma comissão com representantes dos funcionários e do banco, com orientação do Sindicato, para que em abril este trabalho já esteja pronto”, observa a diretora do SindBancários Ana Guimaraens.
Outro tema que esteve na mesa foi a abertura de um novo concurso público. Segundo José Claudio dos Santos, um novo concurso está vedado por Decreto Estadual, de forma que deve ser debatido no âmbito da Assembleia Legislativa. O diretor classificou a reposição do quadro como “fundamental”. O SindBancários se colocou à disposição para buscar articular, junto aos deputados gaúchos, mais contratações para o Badesul.
Nova rodada de negociações deve ocorrer na próxima quinta, dia 17, às 15h.
Fonte: Imprensa/SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER