Avançam negociações com o Badesul

Mais uma rodada de negociação com o Badesul aconteceu nesta sexta-feira (19), com a presença de representantes da diretoria, do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região e delegados sindicais. Desta vez, foi feita a leitura da minuta do aditivo do Acordo Coletivo de Trabalho 2022/2024 da agência de fomento, com ajustes e inclusões propostas pelo Sindicato.

No que tange à proposta de reposicionamento do quadro de funcionários na matriz salarial, o movimento sindical reivindica que os trabalhadores sejam distribuídos na tabela salarial conforme critérios técnicos, destravando tanto o sistema de progressão na carreira, quanto o ingresso de novos trabalhadores aprovados no concurso público.

O Badesul informou que está aguardando estudo feito pela comissão de empregados, responsável pela elaboração do projeto de enquadramento, que deve ser entregue nos próximos dias e, posteriormente, avaliado na reunião da diretoria da instituição, marcada para a quinta-feira (25).

Quanto ao tema do teletrabalho, o Sindicato afirmou que, ao que tudo indica, será assinado um acordo guarda-chuva com a Fenaban, facilitando as discussões específicas para todas instituições financeiras. Com isso, reforçou a proposta de que seja aberta uma negociação de um acordo específico sobre o tema.

Os dirigentes também sugeriram que seja incluso na redação um prazo para estabelecer uma negociação entre o Sindicato e o Badesul de acordo de ponto eletrônico. Assim, regulamenta-se o acesso do trabalhador ao sistema de trabalho fora do horário registrado, protegendo os empregados, como colocou a diretora do SindBancários Ana Guimaraens: “É importante que os funcionários saibam que as mudanças no ponto são para defesa dos trabalhadores”.

Por conta das especificidades do Badesul, o Sindicato propôs o desenvolvimento de modelagem do banco de horas, ao longo da vigência do Acordo Coletivo, para subsidiar futura negociação. Segundo o presidente do SindBancários, Luciano Fetzner, “firmarmos um acordo de Banco de Horas com o Badesul será a última etapa para se desenhar um modelo de trabalho híbrido eficaz na instituição. O tripé Teletrabalho, Ponto Eletrônico e Banco de Horas é o que vai garantir segurança para os trabalhadores e para a instituição”.

Quanto à reivindicação dos funcionários do Badesul sobre a ampliação do auxílio-creche e do auxílio escolar, o SindBancários reiterou a reivindicação de se incluiu na minuta a possibilidade de comprovação do gasto com a nota fiscal emitida em nome do cônjuge ou do responsável pelo filho/dependente e o valor equivalente a R$ 500 por filho/dependente entre 6 e 17 anos para custeio de despesas com educação. Também foi entregue à agência de fomento parecer da assessoria jurídica do Sindicato que sustenta o caráter não salarial de ambas as verbas em questão.

Na avaliação de Luciano, as negociações têm evoluído bem. “Esperamos que até o final da próxima semana o Badesul retorne a proposta de minuta com teor que seja passível de aprovação por parte dos trabalhadores e trabalhadoras do Badesul”, concluiu o presidente.

Amanda Zulke/Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER