Ataques a bancos em SC deixam polícia gaúcha em alerta

A onda de ataques contra instituições bancárias em Santa Catarina deixa a polícia gaúcha em alerta. Na madrugada desta terça-feira, dia 5/5, uma quadrilha fortemente armada e encapuzada explodiu o cofre da agência do Banco do Brasil, na área central da cidade de Seara, na região do Oeste de SC. A suspeita é de que os criminosos sejam do Paraná. Em Porto Alegre, o titular da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic),delegado Joel Wagner, avaliou que o ataque, próximo da divisa entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina, pode indicar que os criminosos, cuja atuação estava restrita ao Norte de SC, estão descendo cada vez mais.

No ataque em Seara, os criminosos tiveram êxito em detonar o cofre da agência bancária e se apossar do dinheiro. Quem passava pelo local eram mantidos refém. Na fuga, a quadrilha, que estava em dois veículos, espalhou miguelitos. Houve perseguição policial e confronto em uma barreira montada no bairro São João, na saída da cidade, pelos policiais militares, sendo que um foi baleado no peito e sobreviveu graças ao colete balístico. Duas viaturas ficaram marcadas pelos disparos.

As primeiras informações apontam que seriam entre sete e dez criminosos, portando fuzis e pistolas. Mais tarde, os policiais militares localizaram abandonados um Peugeot 307 e um Volkswagen Fox, usados pelo grupo, em uma estrada de chão batido, perto da rodovia SC 466, em Linha Bernardi, distante cerca quatro quilômetros da área central da cidade. Uma van que estava junto não foi encontrada apesar das buscas feitas pela Polícia Militar e Polícia Civil de SC.

Ainda na madrugada dessa terça, o Banco do Brasil da cidade de Morro da Fumaça foi atacado também com explosivos. Já na madrugada de segunda-feira, um caixa eletrônico do Bradesco foi igualmente detonado na cidade de Treviso.

Fonte: Correio do Povo

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER