Assembleia dos bancários definirá participação na greve geral contra Reforma da Previdência

A assembleia geral da base do SindBancários acontece no dia 06/06. A Greve Geral nacional será no dia 14.

Decidir pela adesão ou não da base do SindBancários de Porto Alegre e Região à paralisação geral programada para o dia 14 de junho próximo, em protesto contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 06/19) que procura impor uma desastrosa Reforma da Previdência. Esta é a pauta da Assembleia Geral Extraordinária (ver Edital abaixo) convocada pelo Sindicato para o dia 6 de junho, quinta-feira, com primeira chamada às 17h30 e segunda e última chamada às 18h.

Na ocasião serão discutidos os efeitos negativos da PEC que dificulta e inviabiliza uma aposentadoria digna à maioria dos brasileiros e brasileiras. Participar da grande mobilização nacional do dia 14 é fundamental para todos os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.

A Reforma mais cruel

“Esta proposta de reforma é a mais cruel, porque atinge até quem já está aposentado”, afirma o presidente do SindBancários. “Temos que utilizar o direito de greve e ir em massa para as ruas no dia 14 de junho para derrotar o governo em relação a esta questão, pois os jovens que entram agora no mercado de trabalho dificilmente vão conseguir se aposentar um dia; quem já está trabalhando vai demorar mais do que atualmente para conseguir parar pelas regras propostas pelo governo Bolsonaro, e quem já está aposentado não sabe se terá qualquer reajuste relativo à inflação em seu recebimento”, sintetiza Everton Gimenis.

Por isso mesmo, o sindicalista reforça que a participação é uma das principais armas da população e dos trabalhadores para impedir este verdadeiro tsunami do governo privatista de Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes, que querem replicar no Brasil um modelo de “capitalização” para pensões e aposentadorias que foi imposto no Chile – através da ditadura sanguinária do general Pinochet – e hoje mantém na miséria milhões de aposentados chilenos.

Providências legais

O Sindicato irá tomar todas as providências legais para garantir a participação dos bancários e das bancárias na greve geral de 14 de junho. Uma dessas providências é justamente a assembleia de 6 de junho.

Nenhum bancário pode ser constrangido a trabalhar, sobretudo se houver dificuldades de transporte no dia da mobilização. Os bancários também estão legalmente protegidos quanto à caracterização da eventual falta.

Não se trata de falta injustificada, portanto eventual ausência ou não marcação de presença no ponto não podem repercutir na carreira dos bancários de bancos públicos e privados.

Assembleia de greve geral

Quinta-feira, 6/6 | 17h30 | Auditório da Casa dos Bancários (Rua General Câmara, 424, Centro Histórico de Porto Alegre)

O Edital

EDITAL ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

A diretoria do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Porto Alegre e Região, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 92.831.650/0001-05 convoca todos os trabalhadores, sócios ou não sócios, da base territorial deste sindicato, nos municípios de Porto Alegre, Alvorada, Viamão, Canoas, Cachoeirinha, Gravataí, Guaíba, Eldorado do Sul, Sertão Santana, Barra do Ribeiro, Charqueadas, São Jerônimo, Nova Santa Rita, Esteio e Sapucaia do Sul, para a assembleia geral extraordinária que se realizará dia 06 de junho de 2019, quinta-feira, às 17h30, com primeira chamada, e às 18h, em segunda e última chamada, no Auditório da Casa dos Bancários, no endereço à Rua General Câmara nº 424, Bairro Centro em Porto Alegre, para deliberar sobre a seguinte ordem do dia: os efeitos do Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 06/19 e decidir sobre a seguinte ordem do dia:

1) Adesão ou não à paralisação geral dos trabalhadores no dia 14 de junho do corrente ano em protesto a Proposta de Emenda à Constituição que trata da Reforma da Previdência.

Porto Alegre, 21 de maio de 2019

A diretoria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER