Assaltantes de agência bancária em Itati são mortos pela BM

Três dos quatro criminosos que atacaram Sicredi, na sexta, dia 11, fugiram para matagais da região e foram cercados por policiais

No final da tarde da sexta-feira, 11/03, três dos quatro criminosos que mais cedo haviam assaltado uma agência do Sicredi em Itati, no Litoral Norte do estado, foram mortos durante tiroteio com a Brigada Militar, quando haviam se escondido em matagais da região, após o ataque ao banco. Até o final da sexta-feira, a polícia continuava em busca do quarto assaltante.

Segundo a BM, com os criminosos foram apreendidos três fuzis, uma pistola, um revólver e dinheiro ainda não contabilizado. Até a noite, os corpos ainda não haviam sido identificados.

Cordão humano

Na ação, o grupo fez duas pessoas como reféns, entre elas o gerente do banco. Eles entraram armados com fuzis e renderam clientes e funcionários. Na fuga, formaram um cordão humano com pedestres para conseguirem entrar no carro. A estratégia utilizada pelos criminosos – como o uso de armamentos pesados, disparos para o alto, a feitura de reféns e a colocação de vários populares de mãos dadas, protegendo como um “escudo” a fuga dos assaltantes – caracteriza o modus operandi conhecido como “Novo Cangaço”.

Novo Cangaço

Há cerca de três ou quatro anos, este tipo de ataque é executado em todo o Brasil, em geral em cidades pequenas, com poucos ou nenhum policial e um centro urbano único, onde se localizam agências bancárias, administração municipal e o comércio principal.

De acordo com o 2° Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (2°BPAT), os criminosos liberaram os reféns sem ferimentos. O veículo, um Ka branco, foi abandonado em uma estrada secundária. Apesar de todo o armamento que os assaltantes carregavam, nenhum policial foi ferido.

Há quase um ano, um roubo semelhante foi feito na mesma agência bancária da mesma cidade. Na ocasião, os criminosos deixaram um refém às margens da BR-453, na Rota do Sol, e seguiram em direção a Caxias do Sul, na Serra. Itati fica a 160 quilômetros de Porto Alegre, e conta com menos de 3 mil moradores.

Fontes: G 1, Correio do Povo; Prefeitura de Itati. Edição: Imprensa SindBancários; Foto: Divulgação/BM.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER