Às 11h da manhã desta terça, participe do “tuitaço” nacional contra demissões no Bradesco.

Os bancários devem divulgar as hashtags #QueVergonhaBradesco e #QuemLucraNãoDemite , nas redes sociais e Twitter.

Às 11h da manhã desta terça-feira, 17/11, vá para a frente do computador ou pegue seu celular e participe com entusiasmo do “tuitaço” nacional contra as demissões injustificadas no Bradesco. Os trabalhadores devem utilizar e divulgar as hashtags #QueVergonhaBradesco e #QuemLucraNãoDemite nos seus perfis nas redes sociais, preferencialmente no Twitter. A ação faz parte da campanha organizada pela Contraf-CUT e pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco, que visa denunciar a quebra do compromisso assumido pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), feito em mesa de negociação com o Comando Nacional Bancário, de não realizar demissões durante a pandemia.

Só o Bradesco já demitiu este ano mais de 1.200 trabalhadores, de acordo com cálculos da COE Bradesco. Isso no mesmo período em que obteve Lucro Líquido Recorrente de R$ 12,657 bilhões nos primeiros nove meses de 2020.

Total de demissões nos bancos
Ao todo, os bancos já demitiram no Brasil mais de 12 mil trabalhadores este ano, de acordo com do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia. É um claro descumprimento ao acordo firmado em março. Divulgue ao máximo este protesto, fale para seus amigos e familiares ajudarem a denunciar os bancos que tiveram grandes lucros este ano e não cumprem o acordo com os bancários de não demitir durante a pandemia.

Fonte: Contraf-CUT, com Edição de Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER