Aprovada a proposta de recuperação da Cassi

Dos mais de 124 mil associados em dia e que votaram, a proposta recebeu o sim em 67,42% dos votos

A proposta de recuperação da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil foi aprovada na consulta realizada ao corpo de associados, entre os dias 18 e 28 de novembro. Dos 167.557 associados em dia com suas obrigações, 124.267 (74,16%) exerceram o direito de voto. Foram 81.982 (65,97%) votos favoráveis à proposta e 39.608 (31,87%) contrários, com 1.161 (0,93%) brancos e 1.516 (1,22%) nulos. Considerando apenas votos válidos, a proposta foi aprovada com 67,42% dos votos.

“Esse resultado representa uma vitória muito grande para os funcionários e uma derrota do governo, que queria ver o fim da Cassi para ter caminho aberto para a privatização do banco do Brasil”, disse o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), João Fukunaga.

“O mais importante foi ter conseguido aprovar uma proposta elaborada conjuntamente entre as entidades de representação que mantém o caráter solidário da Cassi, onde quem ganha mais contribui com mais e quem ganha menos com menos”, completou Fukunaga.

A funcionária do BB e diretora do SindBancários Bianca Garbelini comentou o resultado da eleição no RS: “Aqui no estado os colegas se conscientizaram da gravidade do momento e optaram pela opção que resguarda a existência da Cassi, que era o que estava em jogo”, ressaltou Bia. “Aqui no RS a proposta recebeu 70,71% dos votos válidos”, informou.

Com a aprovação da proposta, a contribuição continuará sendo cobrada pelo percentual de salário. Foi mantida a solidariedade aos dependentes.

Dependentes

Também foi mantida a solidariedade para os dependentes. Como as verbas não são “carimbadas”, a contribuição que será paga pelo BB para os dependentes dos funcionários da ativa será usada também para os dependentes dos aposentados.

Aposentados

O desembolso de um aposentado com o dependente, será de 2%, limitado a R$ 300. Para os funcionários da ativa, caso ele tenha família com três dependentes, a contribuição estipulada é de 1,75%, sendo 1% para o primeiro dependente, 0,5% para o segundo e 0,25% para o terceiro.

Fonte: Contraf-CUT

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER