Após reivindicação do Comando Nacional PSI da Caixa está suspenso na greve

Atendendo reivindicação do Comando Nacional dos Bancários, que é coordenado pela Contraf-CUT e assessorado pela Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), a Caixa Econômica Federal suspendeu nesta terça-feira, 6 de outubro, todos os Processos Seletivos Internos (PSIs) em andamento. A medida ficará em vigor até o encerramento da greve nacional da categoria.

“Essa solicitação do Comando se baseia no entendimento de que o direito de greve seja assegurado. A manutenção dos PSIs representaria uma pressão para os trabalhadores não aderirem ao movimento grevista, pois os interessados em participar dos processos ficariam obrigados a comparecer ao trabalho, o que fere claramente a lei de greve”, explicou Fabiana Matheus, coordenadora da CEE/Caixa. Segundo ela, a medida também garante que todos os empregados concorram em condições de igualdade.

Para Fabiana Uehara Proscholdt, secretária da Juventude da Contraf-CUT, esta medida é de extrema importância para os empregados da Caixa. “A suspensão dos PSIs é justa pois não prejudica os empregados que aderiram ao movimento paredista. É direito dos trabalhadores fazerem greve por melhores condições de trabalho e valorização. Inclusive reivindicamos que justamente esses PSIs tenham critérios transparentes e objetivos.”

A greve nacional dos bancários foi aprovada em praticamente todas as bases de sindicatos da categoria, em assembleias realizadas no dia 1º de outubro. A paralisação começou nesta terça-feira, 6/10, com o fechamento de 6.251 agências e centros administrativos em todo o país. A expectativa é de que esse número aumente até que se tenha uma proposta decente dos bancos.

Fonte: Contraf-CUT com informações da Fenae

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER