Após pressão, BB compra placas de acrílico para proteger funcionários

Compra de material é reivindicação da CEBB e do Comando Nacional dos Bancários para garantir segurança dos bancários contra a covid

Após os pedidos do Comando Nacional dos Bancários e de muita pressão da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), o BB finalmente autorizou a compra de acrílicos para mesas de atendimento e para caixas. A autorização foi comunicada aos trabalhadores no início da noite da quinta-feira, 01/03. “Com isso, avançamos em um dos pedidos dos bancários nesse momento de pandemia e conseguimos trazer mais segurança para os funcionários”, disse o coordenador da CEBB, João Fukunaga.

Reivindicações

As compras do material serão feitas de forma descentralizada e por cada unidade. A CEBB e Comando Nacional dos Bancários cobram a direção do BB para mais rigor nas medidas protetivas dos funcionários durante a pandemia. Uma das reivindicações apresentadas é a da redução de atendimento ao público, reduzindo para as 14 h.

Fator a mais de proteção

Conforme a diretora do SindBancários e funcionária do Banco do Brasil Bianca Garbelini, “os separadores de acrílico nas mesas de atendimento são um fator a mais de proteção ao trabalhador bancário, conquistado com muita pressão”. Ela lembra que o coronavirus é transmitido por gotículas mas também por aerossóis que ficam em suspensão no ar: “Portanto, assim como os protetores de acrílico, o uso de máscaras segue sendo imprescindível”, destaca Bianca.

Atendimento público

As compras do material serão feitas de forma descentralizada e por cada unidade. A CEBB e Comando Nacional dos Bancários cobram a direção do BB para mais rigor nas medidas protetivas dos funcionários durante a pandemia. Uma das reivindicações apresentadas é a da redução de atendimento ao público, reduzindo para as 14 h.

Fonte: Imprensa SindBancários, com informações da Contraf-CUT e CEBB.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER