Os juros futuros avançam nesta quarta-feira, 08/09, pós-feriado, mostrando cautela dos investidores diante da ofensiva do presidente da República, Jair Bolsonaro, contra o Supremo Tribunal Federal (STF) na terça-feira, durante as manifestações de 7 de Setembro. A alta dos curtos mostra que a deflação mostrada pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) de agosto, de 0,14%, abaixo da mediana estimada de -0,03%, ficou em segundo plano.

Cautela

O movimento se dá em linha com o dólar em manhã também de cautela no exterior. Às 9h15, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 subia à máxima de 10,40%, de 10,27% no ajuste anterior.

O DI para janeiro de 2023 batia máxima de 8,70%, de 8,64%, e o para janeiro de 2022 subia para de 6,915%, de 6,897% no ajuste de segunda-feira.

Fontes: Estado de S.Paulo e GZH, com Edição de Imprensa SindBancários PoA. Foto: SindBancarios SP.