Agibank: Sindicato cobra suspensão de expediente no Carnaval

Também foi formalizado pedido de reunião com representantes do banco para esclarecimentos sobre processo de reestruturação

O Sindicato recebeu denúncias de que o Agibank determinou jornada de trabalho normal nos dias 15 e 16 de fevereiro. Em comunicado aos funcionários, o Agibank determinou a cada gestor dimensionar a sua equipe de trabalho para a segunda e terça-feira de Carnaval, sendo que no dia 15 as horas não trabalhadas deverão ser compensadas. Já as horas não trabalhadas do dia 16 serão abonadas, mas ainda assim muitos trabalhadores terão que cumprir expediente.

O SindBancários solicitou ao banco que cumpra os procedimentos estabelecidos pela Febraban para o período de Carnaval, que mantém o feriado bancário nos dias 15 e 16, mesmo nos estados e municípios que revogaram os decretos de ponto facultativo em virtude da pandemia de Covid-19.

“Nenhum banco terá expediente na segunda e terça-feira de Carnaval. A decisão do Agibank é despropositada. Trata-se, antes de mais nada, de um desrespeito aos seus trabalhadores, na medida em que o Agibank decide, de maneira unilateral, que seus funcionários não merecem usufruir do feriado bancário”, disse Caroline Heidner, diretora do sindicato.

Reestruturação

O Sindicato também formalizou junto ao Agibank pedido de reunião para tratar o tema específico da reestruturação do banco, que vem sendo amplamente divulgada pela mídia sem que, no entanto, os funcionários tenham clareza do modo em que serão atingidos pelo processo.

Nas últimas semanas, o Sindicato tem recebido muitas denúncias de trabalhadores do Agibank extremamente preocupados com o processo de reestruturação do banco.

“A principal questão que as pessoas nos trazem é o medo de serem desenquadradas da categoria, perdendo direitos já conquistados pelos bancários. As informações que o banco nos deu até agora não respondem o que os funcionários efetivamente querem saber”, destaca Caroline.

“Esperamos em breve nos reunir com o banco e termos as informações objetivas sobre todos os reflexos da reestruturação sobre os funcionários”, complementa.

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER