Agências do Santander terão atendimento gerencial das 9h às 17h a partir de 18 de julho

O movimento sindical procurou o Santander para questionar a nova medida, e está prevista uma reunião sobre o tema para a próxima semana.

Sem nenhuma negociação com o movimento sindical, o Santander informou a rede, por meio de comunicado institucional, que todas as agências do Brasil terão atendimento gerencial das 9h às 17h a partir de 18 de julho.

O movimento sindical procurou o Santander para questionar a nova medida, e está prevista uma reunião sobre o tema para a próxima semana.

O banco já vem há anos alterando o horário de atendimento, em uma clara tentativa de burlar a jornada de trabalho do bancário. Foi o único banco que manteve o atendimento preferencial das 9h às 10h para grupo de risco, mesmo quando o número de contaminações e mortes em decorrência da pandemia de covid-19 passou a diminuir. Além disso, o banco espanhol tentou também abrir suas agências aos sábados em outros momentos.

O banco alega que já vem automatizando parte das funções, e que, com a ampliação do horário, pretende oferecer um atendimento melhor aos clientes.

“Só ampliar o horário de atendimento não garante um atendimento melhor, haja vista que o banco vem mantendo as demissões e aumentando as metas, resultando em sobrecarga de trabalho e adoecimentos. Mas ao invés de contratar mais bancários para diminuir o volume de trabalho, o banco obriga os poucos gerentes a estenderem o horário de atendimento”, protesta Lucimara Malaquias, coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE Santander).

Na opinião do secretário-executivo do SindBancários, Luiz Cassemiro, que também é da COE, o Santander impõe novas regras para seus funcionários sem ao menos conversar com os representantes dos trabalhadores. “Mais uma total falta de respeito com seus trabalhadores e com o movimento sindical”.

Hoje, aponta o dirigente, “o que se vê dentro das agências do Santander é uma grande sobrecarga de trabalho para os colegas que sofrem com as metas abusivas, falta de funcionários”, o que vem gerando muitos adoecimentos, lamenta.
Cassemiro completa, que em vez de estender o horário com o argumento de melhorar o atendimento aos clientes, “o Santander deveria fazer uma reanálise na sua estratégia para melhorar a qualidade de atendimento contratando mais trabalhadores e não aumentando o tempo de exposição dos colegas ao adoecimento”, comenta Cassemiro.

Os Sindicatos querem ouvir os gerentes e entender os impactos desta decisão, para que as entidades possam tomar outras providências e encaminhamentos. Procure nosso sindicato e seu representante sindical, e converse sobre sua rotina e suas funções.

Ligue para 51 3030 9400 ou mande uma mensagem nas nossas redes, que entraremos em contato contigo.

Instagram

Facebook

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER