ACOOOOOOOOOORDA, BANRISUUUL. Ato cobra proposta decente e fortalece GREVE

A diretoria do Banrisul estava com sono. Com tanto sono que não conseguia acordar de jeito nenhum. Mas era um tipo de sono seletivo. Os negociadores do banco começavam a bocejar e quase dormiam na mesa de negociação quando o Comando Nacional dos Banrisulenses cobrava atendimento de cláusulas importantes da pauta de reivindicações.

.: Veja como foi a adesão à greve nesta quarta

Na manhã e parte da tarde desta quarta-feira 1º/10, os Banrisulenses tiraram a diretoria do sono profundo. Com muita participação, mobilização, indignação e vontade de conquistar direitos, os Banrisulenses junto com apoiadores e bancários de outros bancos públicos e privados, fizeram da frente da Agência Central , na Praça da Alfândega, em Porto Alegre, o lugar do Ato Acorda, Banrisul. Apitaço, cornetaço, gritaço deram o tom da indignação que só cresce no Banrisul.

Se a indignação levou os bancários até o prédio onde está instalada a direção geral (DG) do Banrisul, a música ao vivo e o salchipão deram o tom da alegria, da cultura e do almoço coletivo de quem sabe como e por que lutar.  Queremos mais, diretoria. Queremos, mais investimento em saúde, segurança, mais emprego, fim das metas abusivas e do assédio moral. Queremos proposta decente. E queremos aquilo que gritamos no ato:

ACOOOOOOOOOORDA, DIRETORIA, QUE NÓS QUEREMOS O NOSSO PLANO DE CARREIRA!

Ao meio-dia em ponto, ao sinal do mestre de cerimônias e diretor do SindBancários e empregado da Caixa, Jaílson Bueno Prodes, soaram os primeiros acordes do violão de Mateus Oliveira. De cima do caminhão de som, a cantora Lili Fernandes abriu os trabalhos com “Dívida”, da banda gaúcha Ultramen (assista a vídeo aqui). Banqueiros do Banrisul, os bancários vieram cobrar aquela dívida que vocês têm com a categoria. Vem pra mesa apresentar proposta decente.

Os negociadores do Banrisul só enrolam nas mesas de negociação. E, quando não enrolam, ameaçam retirar direitos de colegas afastados. E quando não enrolam nem ameaçam retirar direitos, desmarcam mesa de negociação, como foi o caso da rodada que deveria ter saído no horário do Ato desta quarta-feira.

“No primeiro dia de GREVE, Os Banrisulenses responderam à falta de disposição para negociar da diretoria com participação forte. Já temos, neste segundo dia de greve, informes de que a participação na GREVE aumentou. São mais de 200 agências fechadas do Banrisul em todo o Estado. Sem proposta decente, os Banrisulenses vão continuar em GREVE depois que os outros bancos saírem”, avisou o presidente do SindBancários, Everton Gimenis (Assista aqui a vídeo com a manifestação do presidente do SindBancários no encerramento do ato).

Fecha a agência e vem pra Praça

Nesta quinta-feira, 2/10, os Banrisulenses precisam prestar atenção nos próximos passos da nossa caminhada. Às 11h, a GREVE vai se concentrar na Praça da Alfândega e chamar os colegas da DG para a luta e para o Ato Público pelo Banco Central independente do mercado financeiro e contra as terceirizações e correspondentes bancários.

Chegou a hora de a gente fortalecer a GREVE!

Fecha a agência e vem pra praça. Fecha a sala vem pra luta, DG!

Veja fotos do Ato aqui.

Calendário de lutas


3º dia de GREVE – Quinta-feira, 2/10


A partir das 8h:
 Concentração dos Bancários em GREVE na Praça da Alfândega entre o Banrisul e a Caixa.


11h: 
Concentração dos grevistas na Praça da Alfândega (Entre a Caixa e o Banrisul) para participar de Ato Público pelo Banco Central independente do mercado financeiro e contra as terceirizações e correspondentes bancários.


11h45: 
Caminhada até a sede do Banco Central em Porto Alegre.


Meio-dia: 
Ato Público pelo Banco Central independente do mercado financeiro e contra as terceirizações e correspondentes bancários (Alberto Bins, 348 – Centro PoA)


15h: 
Plenária dos Bancários no Clube do Comércio (Andradas, 1.085 – Centro PoA)


4º dia de GREVE – Sexta-feira, 3/10


A partir das 8h:
 Concentração dos Bancários na Praça da Alfândega entre o Banrisul e a Caixa


12h: Passeatão dos Bancários II – 
Concentração entre a Caixa e o Banrisul na Praça da Alfândega.

Crédito foto: Jonatas Dias


Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER