24 de outubro marca os 215 anos do início do Parque da Redenção

Patrimônio histórico-cultural de Porto Alegre, Redenção corre risco de privatização

24 de outubro marca a data em que a Redenção foi doada à cidade, em 1807, pelo então governador Paulo José da Silva Gama. O Parque da Redenção se mistura com a história de Porto Alegre, palco de manifestações artísticas, culturais e políticas.

Infelizmente, a Prefeitura tem trabalhado para conceder a gestão da Redenção por 30 anos à iniciativa privada. O prefeito Sebastião Melo (MDB) anunciou para o próximo mês audiência pública sobre as concessões; se avançarem os planos, o edital de concessão deverá ser lançado em abril de 2023.

Queremos que a Redenção continue sendo um espaço público de acesso universal. Um recanto de paz, harmonia, saúde, esporte e lazer no centro da cidade, sem a circulação de automóveis, onde o direito à flora e à fauna seja respeitado. A Redenção é patrimônio histórico-cultural tombado por lei desde 1997 e precisa ser assim preservada.

Para assinar o abaixo assinado virtual clique aqui.

Para o abaixo assinado físico, tem na banca Agapan nós sábados, na Feira Ecológica e aos domingos numa banca em Frente a Igreja Santa Terezinha.

Imprensa SindBancários

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER

Luciano Fetzner Barcellos
(Banrisul)
PRESIDENTE

Tags

Filiado à Fetrafi/RS, Contraf/CUT e CUT
Rua General Câmara, 424-Centro / CEP:90010-230 /
Fone: 51-34331200

Porto Alegre / Rio Grande do Sul / Brasil

Categorias

Categorias

Categorias