Diálogos em Defesa da Vida discute o papel da literatura para a saúde em tempos de pandemia

Live será transmitida simultaneamente pelo Facebook e Twitter da Apcef/RS

Mario Quintana dizia que ler um bom livro é a única forma de estar sozinho e acompanhado, ao mesmo tempo. Assim, durante esses meses de isolamento social, a literatura tem sido bálsamo para muitas dores da solidão. Tanto que a busca de livros, de março para cá, surpreendeu os livreiros, principalmente os convencionais.

A arte é uma só. Dessa forma, a literatura, como expressão artística, tem imensa amplidão de contatos com a natureza humana. Tudo que cabe na vida, cabe na literatura. Shakespeare continua sendo lido e reencenado, inclusive no cinema, porque sempre dedicou suas obras aos sentimentos do gênero humano: amor, ódio, ciúme, idealismo, ambição. Das centenas de obras teatrais de Sófocles e Eurípedes, chegaram até nós apenas quatorze. Todas elas podem ser lidas sem nenhuma atualização, como Eletra, por exemplo, porque o essencial das pessoas não mudou em dois mil e quinhentos anos. Essa a força especular do livro, quando as páginas parecem espelhos para quem lê.

Obras clássicas falam de outras doenças que abalaram comunidades humanas, como A Peste, de Albert Camus e O amor nos tempos do cólera, de Gabriel García Márquez. No final dos anos mil e oitocentos, a tuberculose grassava de forma tão impune que o livro A Dama das Camélias, com a personagem Marguerite Gauthier, linda e tuberculosa, foi uma das obras mais lidas de Alexandre Dumas Filho.

Vamos falar de Literatura em tempos de pandemia. Sem esquecer que a nossa alma, os nossos sonhos, toda a fantástica premonição que muitas vezes nos assalta, são mais bem descritas, como dizia Freud, nas poesias e nos romances do que nos compêndios de medicina. E a própria História, nos últimos decênios, tem encontrado na literatura e no cinema seus mais poderosos veículos de divulgação.

A live vai ao ar na próxima quarta-feira, 9 de setembro, às 18h, com a honrosa participação do escritor Alcy Cheuiche, e mediação da diretora de Aposentadas, Aposentados, Previdência e Saúde da APCEF/RS, Célia Zingler. A transmissão ocorre tanto pelo Facebook quanto pelo canal do YouTube da Associação. Não perca!

Fonte: Apcef/RS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER