• Home  /
  • Noticias   /
  • Polícia Federal troca tiros e prende dois envolvidos em crimes de “saidinha de banco”, no Menino Deus, na manhã desta sexta
Polícia Federal troca tiros e prende dois envolvidos em crimes de “saidinha de banco”, no Menino Deus, na manhã desta sexta 23742802Saidinhabanco Full view

Polícia Federal troca tiros e prende dois envolvidos em crimes de “saidinha de banco”, no Menino Deus, na manhã desta sexta

Dois suspeitos de cometerem o crime conhecido por “saidinha de banco”, trocaram tiros com agentes da Polícia Federal mas terminaram presos, pouco antes das 7h desta sexta-feira, 06/10/2017, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. Conforme a PF, a dupla já era monitorada e é suspeita de atacar, em 30 dias, cerca de clientes de bancos situados no bairro onde foram presos e também no Bom Fim. 

O crime de “saidinha de banco” é realizado por criminosos que se aproveitam do momento em que clientes saem de agências, após realizar saques. No caso da dupla específica, há a informação de que eles aproveitavam o horário de troca de turno da Brigada Militar para conseguirem agir sem ser presos. A investigação começou após uma sequência de ocorrências em Porto Alegre. Os ladrões utilizavam uma moto para rondar a agência e atacar os clientes.

Troca de tiros

Os dois suspeitos, de 20 e 31 anos, que não tiveram os nomes revelados, foram presos em flagrante. Um deles foi atingido por um tiro no pé e foi encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro (HPS). 

Os tiros foram disparados na esquina das ruas José de Alencar e Múcio Teixeira, em frente a uma agência da Caixa Econômica Federal. Nenhum agente da PF se feriu. Os assaltantes rondavam o banco em uma motocicleta, enquanto os agentes, com apoio da BM e de seguranças da agência, observavam a movimentação em uma campana na região.

A PF afirma que as investigações serão ampliadas para a identificação de outros criminosos que praticam ações similares. A ação foi coordenada pela Polícia Federal porque o banco alvo é administrado pela União.

 

Fonte: Imprensa SindBancários com informações do Clic RBS e foto da Polícia Federal

 

Escrito por José Antonio Silva

Escrever um comentário