• Home  /
  • Noticias   / Bancos   /
  • Comando considera proposta do Banrisul satisfatória e orienta aprovação em assembleia hoje (quarta, 29/8)

Comando considera proposta do Banrisul satisfatória e orienta aprovação em assembleia hoje (quarta, 29/8)

O Banrisul apresentou uma proposta considerada satisfatória pelo Comando Nacional dos Banrisulenses, na manhã desta quarta-feira, 29/8, na sede da ASBANCOS. Houve avanços. Além da garantia de manter as conquistas históricas, o Banrisul irá pagar abono de R$ 1.000 de forma linear para todos os colegas no próximo dia 12 de setembro. As antecipações das primeiras parcelas da PLR Fenaban e da PLR Banrisul também serão depositadas nesta data. O Comando orienta os colegas do Banrisul à aceitação da proposta na assembleia unificada de hoje (quarta-feira, 29/8), às 18h, no Clube do Comércio, Centro Histórico de Porto Alegre).

Além disso, o banco vai seguir a Convenção Coletiva Nacional da Fenaban e aplicar 5% de reajuste (1,18% de aumento real) em todas as verbas salariais dos Banrisulenses (piso, tíquetes, cestas, etc). Ao construir a retirada da proposta do banco de horas do Acordo Coletivo Específico, o Comando firmou com a diretoria o compromisso de aprofundar este tema em negociação específica.

Outra questão importante foi a retomada das mesas de negociações permanentes de segurança, condições de trabalho e diversidade. A primeira reunião da Comissão de Segurança, Saúde e Condições de Trabalho será no próximo dia 25 de setembro. As outras mesas ocorrerão periodicamente na penúltima terça-feira de cada mês. Os representantes dos trabalhadores pontuaram a importância de o Banrisul estabelecer com urgência um cronograma de padronização dos equipamentos de segurança.

Veja abaixo vídeo com comentário e apresentação da proposta do Acordo Específico do Banrisul

Quanto à negociação permanente de diversidade, ficou acordado que essa Comissão irá esperar a apresentação, pela Fenaban, dos Dados da Pesquisa de Diversidade.

O secretário-geral do SindBancários e funcionário do Banrisul, Luciano Fetzner, ponderou a dificuldade da primeira Campanha Nacional Salarial sob a vigência da Lei 13.467, a da reforma trabalhista, para construir avanços. “O contexto de retrocessos trazido pela reforma trabalhista trouxe muitas incertezas para a nossa campanha salarial. Este ano foi de resistência e de enfrentamento aos ataques sofridos pelos trabalhadores. Os bancários mais uma vez provaram que a unidade nacional é a nossa maior força. Agora, é a hora dos colegas comparecerem à assembleia para podermos tomar, com muita tranquilidade e muita responsabilidade, a melhor decisão para a nossa categoria”, explicou Luciano.

Veja resumo da proposta apresentada pela diretoria do Banrisul nesta quarta, 29/8

> Manutenção das conquistas históricas do Acordo Coletivo Específico dos Banrisulenses e da Convenção Coletiva de Trabalho com a Fenaban.

> Abono linear, para todos os empregados, no valor de R$ 1.000, pago em 12 de setembro.

> Acordo Coletivo Específico vale até 31 de agosto de 2020, com 1% de aumento real garantido para 2019.

> Banco de horas foi retirado da mesa. Comando firmou com a diretoria o compromisso de aprofundar este tema em negociação específica.

> Pagamento da PLR Fenaban e da PLR Banrisul em 12 de setembro.

> Retomada da negociação permanente nas comissões de diversidade, saúde, segurança e condições de trabalho. Primeira reunião será em 25 de setembro na Comissão de Segurança, Saúde e Condições de Trabalho. Os outros encontros ocorrem nas penúltimas terças-feiras de cada mês.

> Mesa permanente de diversidade será retomada assim que a Fenaban concluir o Censo da Diversidade.

> Reajuste de 5% (1,18% de aumento real) em todas as verbas salariais dos Banrisulenses (piso, tíquetes, cestas, etc) conforme proposta da Fenaban.

Fonte: Imprensa SindBancários

Escrito por Clóvis Victoria

Escrever um comentário