• Home  /
  • Noticias   / Bancos   /
  • Bancários vão à luta contra as Reformas e em Defesa dos bancos públicos nesta sexta, 10/11. Às 11h, vamos para o ato contra o desmonte do Banrisul

Bancários vão à luta contra as Reformas e em Defesa dos bancos públicos nesta sexta, 10/11. Às 11h, vamos para o ato contra o desmonte do Banrisul

Os bancários estão prontos para resistir e defender seus direitos sob ataque das Reformas Trabalhista e da Previdência. Nesta sexta-feira, 10/11, a partir das 11h, começa, na frente da Direção Geral (DG) do Banrisul, Ato em Defesa do Banrisul Público e contra a venda de ações pelo governo Sartori. No mesmo momento, o SindBancários e a Fetrafi-RS irão lançar campanha de coleta de assinaturas para o PLIP (Projeto de Lei de Iniciativa Popular). Buscamos 70 mil assinaturas para propor a inclusão na Constituição Estadual de uma cláusula que assegure ao Estado a manutenção do controle acionário de 51% do capital votante e 51% do capital social do Banrisul.

A mobilização dos bancários faz parte do Dia Nacional de Mobilizações contra as Reformas Trabalhista e da Previdência e em Defesa dos Bancos Públicos, convocado pelas centrais sindicais, como a CUT. Os Banrisulenses e todos os bancários estão sendo chamados a participar deste ato. Precisamos de unidade na luta para pressionar os banqueiros a assinarem o Termo de Compromisso, conjunto de 21 itens que impedem a aplicação dos retrocessos da Reforma Trabalhista na vida dos bancários. O Termo de Compromisso foi entregue à Fenaban durante a Campanha Nacional 2017.

O ato em defesa do Banrisul tem por objetivo dialogar com a população gaúcha sobre o mau negócio que representa a venda de ações do banco conforme anuncia o governo Sartori. O governo do Estado quer ingressar no Regime de Recuperação Fiscal, proposto pelo Governo Temer. A contrapartida é vender o que puder do patrimônio público, ficar três anos sem pagar a dívida com a União. O problema é que em 2020, quando terminar a moratória, o estoque da dívida do Estado com a União passa de R$ 50 bilhões para R$ 80 bilhões.

As centrais sindicais também organizaram atividades neste dia 10/11, que é a véspera da vigência da Lei 13.467, a da Reforma Trabalhista. Haverá uma plenária a partir das 10h. Às 16h, as centrais chamam para um abraço no prédio do TRT 4ª Região Às 18h, haverá o Ato Unificado das Centrais Sindicais, na Esquina Democrática.

Lembrando que os bancários definiram a participação no Dia Nacional de Mobilizações contra as Reformas Trabalhista e da Previdência e em Defesa dos Bancos Públicos durante assembleia na Casa dos Bancários, na terça-feira, 7/11. (Leia aqui)

Calendário de Mobilizações dos bancários na sexta-feira, 10/11

Dia Nacional de Mobilizações contra as Reformas Trabalhista e da Previdência e em Defesa dos Bancos Públicos

11h: Ato contra o Desmonte, a venda de ações e em Defesa do Banrisul Público. Em frente ao prédio da Direção Geral (DG) do Banrisul (Rua Caldas Junior, 108, Centro Histórico de Porto Alegre).

16h: Abraço ao Tribunal Regional do Trabalho 4ª Região (Avenida Praia de Belas, 1.100, Bairro Praia de Belas, Porto Alegre). Após o ato, caminhada até a Esquina Democrática.

18h: Ato Unificado das Centrais Sindicais contra as Reformas Trabalhista e da Previdência e contra o Trabalho Escravo na Esquina Democrática, Centro Histórico de Porto Alegre.

Fonte: Imprensa SindBancários

Escrito por Clóvis Victoria

Escrever um comentário