• Home  /
  • Noticias   / Bancos   /
  • Atriz de “Pendular” debate arte em sessão comentada no CineBancários

Atriz de “Pendular” debate arte em sessão comentada no CineBancários

Com a sala de cinema lotada, o CineBancários recebeu na quinta-feira, 5/10, a atriz Raquel Karro, que participou da Sessão Comentada do filme “Pendular”. Premiado na mostra Panorama do Festival de Berlim 2017 e destaque no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o longa dirigido por Julia Murat liga três diferentes formas de arte: cinema, escultura e dança. O debate contou com a mediação do jornalista Roger Lerina.

Nascida em Itaqui, no interior do Rio Grande do Sul, Raquel é atriz, cenógrafa e foi durante algum tempo acrobata do Cirque du Soleil. Sua personagem no filme, chamada simplesmente de “Ela”, é seu primeiro papel no cinema.

Durante o debate, a atriz falou um pouco dos meses que passou imersa no estudo da dança e da performance para construir a personagem. Tendo transitado entre circo e teatro antes de chegar às telas, a artista enfrentou dificuldades para adaptar suas técnicas até a performance apresentada no filme. “É muito duro amolecer”, brincou.

Raquel revelou que o primeiro corte do longa teve 3h50min. “Eu e o Rodrigo (Ele) assistimos juntos todos os cortes e demoramos a enxergar o resultado final como foi apresentado aqui”, afirmou. Ao falar das mudanças do roteiro, a atriz revelou algumas particularidades de cenas cortadas. Além disso, a questão de gênero, que aparece de forma sutil ao longo do filme, foi outro tema debatido na sessão.

O longa segue em cartaz no CineBancários até o dia 18 de outubro, nas sessões das 15h e 19h. O cinema funciona de terça a domingo, e os ingressos podem ser adquiridos no local ou no site ingresso.com a R$ 10,00. Estudantes, idosos, pessoas portadoras de necessidades especiais, bancários sindicalizados e jornalistas sindicalizados pagam R$ 5,00. Aceitamos os cartões Banricompras, Visa e Mastercard.

SINOPSE

Um jovem casal se instala num galpão industrial abandonado. Uma faixa laranja, colada ao chão, divide a área em duas porções iguais: à direita, o ateliê de escultura dele; à esquerda, o estúdio de dança dela. Pendular acontece neste cenário, onde arte, performances e intimidade se misturam; e onde os personagens perdem lentamente sua capacidade de distinguir entre seus projetos artísticos, seu passado e sua relação afetiva.

FICHA TÉCNICA

Brasil / Argentina / França / Drama / 2017 / 105 min

Direção: Julia Murat

Roteiro: Matias Mariani, Julia Murat

Produção: Julia Murat, Tatiana Leite

Produção: Esquina Filmes

Coprodução: Andrés Longares, Flicitas Raffo Julia solomonoff, Juliette Lepoutro, Pierre Menahem

Coprodução: Telecine, Canal Brasil, Bubbles Project, Cepa Audiovisual, Still Moving, Syndrome Films

Produtores Associados: Primo Filmes, Taiga Filmes

Direção de Fotografia: Soledad Rodrigues

Edição: Lia Kulaukauskas, Marina Meliande

Música: Lucas Marcer, Fabiano Krieger

Edição de Som: Daniel Turini, Fernando Henna,

Som Direto: Catriel Vildosola

Mixagem de Som: Daniel Turini, Jean Guy Veran

Direção de Arte: Ana Paula Cardoso

Figurinos: Preta Marques

Produção de Elenco: Maria Clara Escobar

Produção Executiva: Taina Prado

Coreografia: Flavia Meireles

Esculturas: Elisa Bracher, Marina Kosovski

Escrito por Clóvis Victoria

Escrever um comentário