• Home  /
  • Noticias   / Bancos   / Banco do Brasil   /
  • Ataques a agências bancárias com cordão humano levam desespero a duas cidades no Norte do RS e deixam bancário morto

Ataques a agências bancárias com cordão humano levam desespero a duas cidades no Norte do RS e deixam bancário morto

Quando criminosos enfileiraram moradores, clientes e bancários em frente a agências do Banco do Brasil e do Banrisul, na cidade de Ibiraiaras, na tarde da segunda-feira, 3/12, mais um caso de cordão humano assolava o Rio Grande do Sul. A investida dos assaltantes fez duas vítimas, uma delas fatal. O bancário do BB, Rodrigo Mocelin da Silva foi morto durante a ação da quadrilha. A outra vítima estava em atendimento no hospital até as 17h.

Além de utilizarem reféns como escudos para impedir alguma reação da Brigada Militar, a quadrilha muito bem armada fugiu com refém e saiu atirando para o alto durante a fuga (assista a vídeo publicado na página da Rádio Uirapuru ao final desta matéria).

Ao mesmo tempo, um grupo atacava a agência do Sicredi em Três Palmeiras, a 190 quilômetros de distância de Ibiraiaras, na Região Norte do Estado. Criminosos também usaram reféns como cordão humano e fugiram com dinheiro. Na fuga espalharam miguelitos no caminho para dificultar perseguição policial.

O mês de dezembro começou violento para os bancários gaúchos. Já são quatro ataques a bancos em três dias, um a cada 18 horas. Além dos três cordões humanos, assaltantes armados invadiram a Secretaria Municipal de Saúde de Porto alegre por volta do meio-dia do sábado, 1º/12, fizeram médicos, vigias e servidores de reféns. Antes que pudessem arrombar os caixas eletrônicos, receberam mensagem por rádio e desistiram da ação.

Violência bancária cresce 32% em 11 meses

Nos primeiros 11 meses do ano ocorreram 136 ataques a agências bancárias no RS, segundo levantamento do SindBancários. Trata-se de um volume 32% superior ao mesmo período do ano passado, quando ocorreram 103. Em todos os 30 dias de novembro de 2017, ocorreram cinco ataques a bancos, ante 18 no 11º mês de 2018, um aumento de 360% no volume de ocorrências.

Com os quatro ataques de dezembro, já são 140 as ações de criminosos contra agências bancárias em 2018, contra 106 do mesmo período (1º de janeiro a 3 de dezembro) do ano passado (crescimento de 32%). Nos primeiros três dias de dezembro de 2017, havia ocorrido três ataques a bancos, 25% a menos. O levantamento do SindBancários é realizado tomando como base os casos de ataques a bancos publicados em mídias online e offline e nos relatos de dirigentes sindicais e bancários.

Assista abaixo vídeo da fuga dos criminosos em Ibiraiaras, dando tiros para o alto

Assalto Ibiraiaras – 03/12

–>> Confira o momento em que bandidos passam atirando para cima nas ruas de Ibiraiaras, cidade que foi alvo de assaltos em duas agências bancárias e uma lotéricaSaiba mais: https://bit.ly/2Pj2Eyq

Publicado por Rádio Uirapuru em Segunda, 3 de dezembro de 2018

Assistas abaixo vídeo do cordão humano de reféns em Três Palmeiras

 

Veja abaixo os registros de ataques a bancos do levantamento do SindBancários realizado desde 2006

Crédito foto: Ouvinte da Rádio Uirapuru 

Fonte: Imprensa SindBancários, com informações Rádio Uirapuru (https://www.facebook.com/radiouirapuruoficial/)

Escrito por Clóvis Victoria

Escrever um comentário